Arquivo para único

Ensaio sobre a Mãe Natureza, a Incrível Escultura de Olga Ziemska

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 14/06/2012 by Bronx1985

Situada em Cleveland (OH, EUA), Olga Ziemska é artista plástica e escultora de mão cheia. Seu talento, quando unido a sua criatividade, são capazes de concretizações além da imaginação das pessoas, visto que sua dedicação e amor pela arte também são fundamentais para as incríveis esculturas que a mesma reproduz, em destaque à aqui exposta.

Intitulado originalmente por “Stillness in Motion”, seu mais recente trabalho nada mais é do que a perfeição de uma intrigante e curiosa técnica de aglutinação de galhos (pedaços de pau), devidamente moldados a recriarem a silhueta de um ser de sexo feminino, que interessantemente  e inteligentemente acaba por fazer menção a uma representação folcóricada “mãe natureza”.

Interessada também na curiosidade despertada nas pessoas que confrontam com a sua arte, também é fato que a mesma nos remete a todas as questões de cuidados ambientais que o planeta cada vez mais exige para a sua manutenção, o que somente agrega e deixa mais especial algo que por si só já é incrível e único.

Portfólio: facebook.com/olgaziemskastudio

Portfólio: facebook.com/olgaziemskastudio

O Incrível Jogo das Massas da Coréia do Norte, Fotografias de Werner Kranwetvogel

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 19/10/2011 by Bronx1985

Werner Kranwetvogel é alemão, dirige comerciais, é diretor de cinema e foi aluno por 6 anos na renomada Munich Film School, mas hoje aqui em destaque no Espaço Imoral são suas incríveis fotografias sobre os famosos Jogos Populares da Massa, acontecidos periodicamente na Coréia do Norte, um dos países mais místicos, curiosos e fechados ao resto do mundo.

Estes jogos são uma mistura de ginástica e composições cênicas realizados por um grande contingente de participantes a fins de representarem imagens e fatos do histórico popular norte coreano, enfatizando desta maneira o alto grau de complexidade e ordem alcançados através da incrível junção do talento individual de cada colaborador com a dinâmica exaltada à perfeição do grupo.

Únicas pelo que representam e incríveis na riqueza de expressão em cores, as fotografias do alemão também se destacam por tratarem justamente de um país tão enigmático quanto a Coréia do Norte, visto que no país visitas estrangeiras são seriamente controladas e a liberdade de expressão é rigidamente manipulada pelo governo. Palavras, paradigmas e ditaduras a parte, as imagens por si próprias não mais são do que uma fiel representação do belo, este que não se submete a leis e regras impostas pelo homem imperfeito.

Portfólio: massgames-pictures.com

Portfólio: massgames-pictures.com

O Sereno Movimento em Preto e Branco da Vida, Fotografias de Peter Zeglis

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 18/10/2011 by Bronx1985

Calmaria, simplicidade e sentido de paz talvez sejam alguns interessantes sentimentos a serem agregados as fotografias do grego Peter Zeglis. Interessado no movimento natural da vida e tudo mais ao seu redor, suas imagens em preto e branco de fato não necessitam de muitas cores para transmitirem a riqueza de detalhes e mensagens expressas pelas mesmas.

Nascido em Thessaloniki, Grécia, Zeglis encontra-se em constantes viagens pelos quatro cantos do planeta a procura de uma paisagem, situação, animal ou qualquer outra coisa digna de seu talento junto ao fotografismo. Dentro os muitos lugares já visitas pelo fotógrafo, destaco aqui regiões como a do Japão, da Escandinávia e de Budapeste, dentre muitos outros.

De essência básica simplista, ângulos meticulosamente ensaiados e sem muitas pretensões complexas intencionadas, são justamente tais características que fazem do trabalho do grego algo peculiar e de muito bom gosto, visto que em tempos onde o complexo é tratado como necessário, o simples torna-se único!

Portfólio: behance.net/peterzeglis

flickr.com/peterzeglis

Portfólio: behance.net/peterzeglis

flickr.com/peterzeglis

Kimiko Yoshida e a Iconografia Ímpar em seus Auto-Retratos

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 23/01/2011 by Adriana Almeida

Kimiko Yoshida não é a primeira nem será a última artista a se expressar através do auto-retrato. Mas essa artista nascida em Tóquio, Japão, e que desde 1985 reside na Europa, mais precisamente na França, tem seu lugar de destaque entre os que se auto-retratam como forma de arte.

Seu trabalho é único em vários aspectos. A começar pela clara junção da dicotomia oriente/ocidente em cada peça, que expressam uma grande serenidade e uniformidade estética, onde o monocromático e o arroubo na cor convivem em perfeita harmonia. Kimiko usa seu corpo como tela para ícones da história da arte, da moda, da espiritualidade em releituras de outros artistas que impressionam. O figurino, alguns desenhados por ícones como Paco Rabanne (todos dessa seleção), obviamente ajuda na criação de peças que são disputadas e que já foram expostas em incontáveis amostras ao redor do mundo, mas definitivamente não resumem sua obra, que é muito mais complexa e rica do que simplesmente incríveis indumentárias.

Portfólio: kimiko.fr

Portfólio: kimiko.fr

A Complexa Arte de Stephan Balleux

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 21/12/2010 by Adriana Almeida

Cores, texturas, formas e dimensões. Experiências em 3D e mídias alternativas. Uma descrição pouco pensada ou uma olhada pouco atenta ao trabalho de Stephan Balleux, e poderíamos estar falando de um pintor abstrato ou um artista digital. Mas esse não é Stephan. Ele é o encontro entre o figurativo e o abstrato, o tradicional e o contemporâneo, o novo e o velho em um único indistinto pacote.

As cores se misturam em diferentes direções. Parece uma caótica dança do acaso que por pura gestalt calhou de parecer um retrato. Mas está tudo ali intencionalmente em movimento, revelando significados, derramando sensibilidade, envolvendo o clássico em outra roupagem. A mesma técnica, colocada lado a lado com uma imagem figurativa, dão ao suposto movimento caótico das tintas um aspecto quase místico, em uma experiência que nosso plano físico é quase incapaz de compreender, mas que absorve sentimentos e idéias. Stephan Balleux é complexo demais para ser descrito ou rotulado, sendo uma experiência sensorial que chega a cada um, e dependendo da peça em questão, de uma maneira diferente.

Portfólio: stephan-balleux.com

Portfólio: stephan-balleux.com

Os Espelhos Assombrados de Allison Diaz

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 11/12/2010 by Adriana Almeida

A americana Allison Diaz possui uma série de colagens chamada “Haunted Mirrors” (Espelhos Assombrados) onde fotos duplicadas e re-montadas em pequenos losangos criam um efeito perturbador e rico em significados.

Na série, Allison brinca com o foco, a proporção, a direção e o sentido de cada fração da imagem criando um efeito único que nos remete à nossa auto-imagem, nossos fantasmas interiores e nossos medos mais ocultos que nos confrontam diariamente no espelho. Vale a pena uma visita em sua galeria no Flickr onde em algumas imagens é possível ver o processo de criação dessas peças tão únicas quanto significativas.

Porftólio: flickr.com/allisondiaz

Porftólio: flickr.com/allisondiaz

O Eu Surreal de Manu Pombrol

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 25/11/2010 by Adriana Almeida

O fotógrafo espanhol Manu Pombrol se vê como todos nós deveríamos nos ver: único. Misturando o real e o surreal, ele se mostra em uma interessantíssima série de auto-retratos.

Através de programas como Photoshop e Lightroom, ele manipula seus auto-retratos revelando suas idéias no momento, facetas de sua personalidade, suas dúvidas e suas angústias. A série é bem feita e bem humorada, mas é bem mais. Dessa mistura de bom humor e surrealismo, ele nos chama atenção para nosso bem mais importante: a individualidade, ou, como é o título de uma das peças, as “coisas que te fazem se sentir único” (Cosas Que Te Hacen Sentir Único).

Portfólio: flickr.com/manusanchez

Portfólio: flickr.com/manusanchez