Arquivo para translúcido

O Ray-X dos Origamis de Takayuki Hori

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 28/04/2011 by Bronx1985

Sobre intitulação original “Oritsunagumono”, a série artística do japonês Takayuki Hori impressiona até os mais desatentos pela criatividade e alto teor de inovadorismo nas obras do cara, dada a fusão da arte milenar de fazer origami com os contemporâneos papéis translúcidos.

Através de uma tão complexa quanto peculiar técnica de impressão dos esqueletos dos animais em pontos chave de papeis translúcidos e posterior confecção dos origamis sobre os mesmos, Hori dá vazão ao que podemos considerar objetos artísticos distintos em representatividade, além de serem dotados de certa característica cômica indireta a tais.

Com grande destaque em sua terra natal, aos poucos o japonês tem cada vez mais conquistado o ocidente através de exposições nas mais distintas galerias de arte na Europa e América do Norte, prova de que a arte bem feita é digna de destaque e independe da cultura local.

Mais do mesmo:             thisiscolossal.com/oritsunagumono-by-takayuki-hori

                                               designboom.com/takayuki-hori-oritsunagumono

Contemporaneidade e Diversidade na arte de Rivane Neuenschwander

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 23/06/2010 by Bronx1985

Diferenciada em estilo, representativa em expressão e de cores meticulosamente, ora translúcidas, ora opacas, as obras da brasileira Rivane Neuenschwander, mineira, têm muito o que nos mostrar. A brasileira esta com exposição marcada para esta semana no New Museum, dedicado à arte contemporânea, em Nova York, é matéria no NY Times, tida pelos críticos como uma artista que veio para ficar.

Rivane Neuenschwander já expôs em importantes museus e galerias nacionais e internacionais. Destacam-se suas individuais no Palays de Tokyo, em Paris (2003), Museu de Arte da Pampulha (2002) e Portikus em Frankfurt (2001). Já participou por duas vezes da Bienal internacional de Veneza (2003 e 2004), da Bienal de São Paulo (1998) e da Bienal de santa Fé (Estados Unidos, 1999).

Suas obras (instalações) misturam-se numa gostosa harmonia entre o possível, imaginário, relativo e pretensioso, pela direita fusão de cores aguça os sentidos visuais. Mais dispostos são cabíveis de perceber em suas obras intenções indiretas disfarçadas de mensagens subliminares e tons folclóricos, tudo em sintonia com o tão inusitado quanto natural sentido de se contemplar suas artes. Mais que palavras, a arte de Rivane Neuenschwander destaca-se no contexto em que o contemporâneo encontra-se com a diversidade.

Portfólio: art.net/rivane-neuenschwander

Portfólio: art.net/rivane-neuenschwander

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br