Arquivo para subjetividade

A Simbologia do Anonimato, os Incríveis Retratos de Quentin Arnaud

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 05/12/2011 by Bronx1985

Anonimato: qualidade ou condição do que é anônimo, isto é, sem nome ou assinatura, que deriva do grego ανωνυμία e significa “sem nome”. É dentro desta premissa que o fotógrafo francês Quentin Arnaud a.k.a. Quearn apresenta-nos seu mais novo foto ensaio intitulado originalmente “Shape”.

Através de uma técnica básica, porém muito bem empregada de fotografismo de modelos em condições elaboradas de luzes e ângulos já previamente ensaiados, o francês reproduz a silhueta facial humana de modo a nos contemplar com uma incrível e poética reflexão do ser humano, seu papel no mundo dos dias de hoje e suas responsabilidades em contrapartida com o anonimato subjetivo das relações sociais modernas.

Interessantemente simples por representação, porém extremamente complexos por concepção, os retratos de Quentin Arnaud de fato despertam a curiosidade nos observadores, de modo que eles permitem que de fato nós nos enxerguemos ali, representados em nossas singularidades e intimidades. Porém, dentro tudo o já dito e o vasto portfólio do francês disponível na web, talvez “Shape” seja sua obra prima.

Portfólio: quearn.tumblr.com

Portfólio: quearn.tumblr.com

A Índia Crua e Explícita sob as Lentes de Steve McCurry

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 10/05/2011 by Bronx1985

Rica em detalhes, povos e tradições, a Índia é lar da civilização do Vale do Indo, de rotas comerciais históricas e de vastos impérios. O subcontinente indiano é identificado por sua riqueza comercial e cultural de grande parte da sua longa história, além de ser considerado por 9 em cada 10 fotógrafos profissionais como um reduto especial para obtenção das mais instigantes e peculiares fotografias.

Reconhecido pela crítica especializada em fotografia como um dos mais influentes e talentosos fotógrafos em atividade e outorgado com os principais prêmios e condecorações da área, o norte americano Steve McCurry esteve de passagem pela Índia em meados de 1996, retornando a mesma em 2006 a fins de trazer ao conhecimento do mundo sua visão da criativa e respeitada desta república democrática tão fascinante e cheia de mistérios para nós ocidentais.

Através de um aparato tecnológico de 1ª linha e um talento ímpar na visualização mental de uma fotografia a ser obtida, McCurry produziu com fidelidade imagens de representatividade tão ímpar quanto a própria Índia, por assim dizer. Imagens estas que fazem-nos refletir acerca da importância da subjetividade humana para a riqueza cultural do mundo, dentre muitos outros sentimentos despertados por uma contemplação das suas fotografias.

Portfólio: stevemccurry.com

Portfólio: stevemccurry.com

A Crítica Visão de Mundo dos Grafites de Specter

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 30/04/2011 by Bronx1985

Influenciado pela arquitetura, política, cultura local, realidade sócio-econômica ou qualquer outra situação que de alguma forma contribua para a concepção da suas pinturas a lá arte de rua, os grafites do nova iorquino Specter refletem de modo criativo e subjetivo a realidade de uma sociedade consumida por hábitos fundamentados em costumes degenerativos e egocêntricos.

Através de uma técnica sem muitos segredos de pintura estilo “urban art”, Specter dá forma a representações de pessoas em situações comuns (degradantes) à vida em grandes metrópoles, representações estas que chamam a atenção justamente por ali estarem inseridas de modo a levarem as pessoas questões sobre a importância de uma reflexão sobre pobreza, desigualdade social e preconceitos de ordens culturais.

De acordo com as próprias palavras do grafiteiro, seguem os motivos pelos quais ele faz o que faz: “_ Conectar o sujeito (homem real) ao objeto (vida) que o permeia, desta forma entendo a relatividade da importância do próximo em relação as nossas rotinas. Muitas vezes em situações que chegam a ser perigosas, vou a fundo no presenciar e entender e o que proponho a levar para a reflexão daqueles que não se permitem enxergar além dos vidros fechados de seus carros.”

Portfólio: specterart.com

Portfólio: specterart.com

Os Delicados Croquis de Erin Petson

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 20/08/2010 by Adriana Almeida

Erin Petson nasceu em 1980 na Inglaterra, e possui hoje uma extensa lista de clientes famosos como Lancome, Cheerios, Madame Figaro e Aquascutum, além de expor seu trabalho através do mundo em repetidas ocasiões. Especializada em ilustração para moda, os desenhos de Erin tem a característica comum a este estilo: a intencional aparência de croquis, levemente inacabados, esboços do que estaria por vir.

Entretanto, o estilo de Erin é inovador, contemporâneo, arejado e delicado. Misturando mídias,estilos e texturas, mas sempre evocando a leveza da aquarela, ela obtém resultados inesperados que tiram seu trabalho do rótulo sufocante de “desenho de moda” e transformam em arte propriamente dita.

O resultado é glamouroso de uma maneira sutil e despretensiosa, tem um certo ar “o velho mundo nos anos 20” que cria uma espécie de nostalgia mas ao mesmo tempo são desenhos atuais e antenados com a modernidade e por fim, provocam o espectador de uma maneira divertida e descompromissada.

Portfólio: erinpetson.com

Portfólio: erinpetson.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br

As Divertidas e Misteriosas Colagens de Merrick Angle

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 13/08/2010 by Adriana Almeida

O ilustrador Freelancer inglês Merrick Angle, que atualmente mora na França, faz o velho cortar e colar se utilizando de imagens retrô, muita imaginação e técnicas modernas de finalização.

Os Cubistas Pablo Picasso e Georges Braque já se utilizavam desse recurso de colar materiais externos à pintura/ilustração e criar peças inteiramente novas, com efeitos de textura e profundidade complemente diferentes do que seria possível sem essa técnica. Desde então, a colagem tem sido atualizada e reinventada, sobrevivendo a diversos movimentos artísticos, sempre com uma nova leitura.

Brincando com diferentes cores e texturas e o uso de linhas retas ao lado de linhas irregulares, Merrick Angle obtém um resultado é vivo, instigante e muito contemporâneo: velhas imagens contando novas questões. Mas talvez o mais interessante de sua obra seja o uso de símbolos matemáticos, latitudes e longitudes e constelações, como quem esconde um segredo nas entrelinhas de sua obra. Tudo isso, somado à seleção de pedaços de inusitadas fotos antigas, compõe um trabalho rico em complexidade.

Portfólio: blog.merrickangle.com

Portfólio: blog.merrickangle.com

Livros - Submarino.com.br

A Arte Simbólica e Filosófica de Edward Bateman

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 06/08/2010 by Adriana Almeida

Edward Bateman é um artista digital americano, nascido em 1962, e sua arte é um manifesto filosófico. Em sua página, ele diz: “Cada objeto existe em dois mundos. Um deles é o real, que nós conhecemos através de nossos sentidos e outro só existe em nossas mentes. É neste reino mental onde os objetos assumem as propriedades da metáfora e do sentido.”

Essa é uma premissa antiga, que remonta dos filósofos gregos aos pensadores modernos, e reflete a própria arte como um todo. A coexistência do mundo tangível e do mundo das idéias, e a co-dependência dessas duas instâncias, poderia ser a explicação última para o efeito avassalador de uma obra de arte em nossas mentes, como se finalmente as duas realidades tivessem agora uma ponte, por onde podemos percorrer e pudéssemos, enfim, compreender o universo.

Uma chave não é uma chave. É uma ideia. É um símbolo. É um discurso filosófico que abre portas. E assim se repete em todos os objetos que vemos. Eles são seu corpo físico e ao mesmo tempo, a ideia que a eles associamos, criando seu significado, ao mesmo tempo primário e final.

Ao fazer arte 3D, modelando objetos dentro de um computador, Bateman faz quase um meta discurso. Seus objetos não são reais porque são imagens, mas também não são reais porque são a idéia desse objeto, pertencentes ao que Platão chamava de Mundo das ideias. Associando em suas imagens diversos objetos de forma delicada e intrincada, Bateman nos convida a cruzar essa ponte que separa os dois mundos, onde signo e significado finalmente se encontram, nos levando a um sentimento de completude.

Portfólio: xmission.com/capteddy

Portfólio: xmission.com/capteddy

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br

A Delicada Agressividade de Kent Williams

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 23/07/2010 by Adriana Almeida

Robert Kent Williams é um americano conhecido tanto por seu talento como pintor figurativo como por ser um renomado ilustrador de graphic novels. Seu trabalho figura em diversas coletâneas e exposições, tendo ganhado vários prêmios, incluindo o Yellow Kid Award, um prestigiado prêmio para quadrinhos na Itália.

Pós-graduado pelo Instituto Pratt de Nova York, Williams voltou a este instituto como instrutor visitante, e desde então passou a lecionar em diversas instituições de ensino, normalmente a disciplina pintura figurativa contemporânea.

O trabalho de Kent Willians é agressivo, erótico de forma recorrente e muitas vezes, violento. Entretanto, nas entrelinhas de suas pinceladas, há uma delicadeza quase pueril, uma espécie de retorno à infância. Essas características independem do conteúdo da imagem, seja em uma singela cena familiar ou retratando um homem sem suas vísceras, o traço de Kent é assim: esse misto de agressividade e gentileza. Nessa constante dicotomia entre ousadia e sutileza, sua obra conta uma história, tece simbolismos e nos retrata. E faz isso de forma intensa e penetrante, com todas as nossas qualidades. E nossos defeitos.

Portfólio: kentwilliams.com

Portfólio: kentwilliams.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br