Arquivo para socioambiental

O Grafite Inteligente e Politicamente Correto de DTagno

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 30/09/2010 by Bronx1985

Ele é um excêntrico e criativo artista de rua alemão avesso ao contemporâneo grafite de rua moderado por tintas via spray e jets em geral, este muitas vezes utilizado como forma de expressão contra a burguesia, política vigente e/ou pressupostos preconceituosos.

DTagno, através de muita singularidade e sensibilidade para com as tendências modernas relacionadas à responsabilidade socioambiental, criou, de forma estupenda, uma nova forma de expressão cultural urbana em muros, fachadas e superfícies diversas das grandes metrópoles dos dias de hoje.

Sua arte trata-se da representação de mensagens pluralistas acerca da preservação do nosso meio ambiente natural através de escrituras, a lá grafite, feitas pelo intermédio de ervas daninhas, estas comuns e ordinárias ao meio urbano dos dias de hoje. Tudo em perfeita crítica à cultura do homem moderna acerca da massiva industrialização e degrinição do que um dia chamamos de ecossistema.

Portfólio: dtagno.de

Portfólio: dtagno.de

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br

“Dentro Da Floresta”, as esculturas de Jill E. Ryan

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 30/05/2010 by Bronx1985

“Uma pessoa apaixonada, extremamente emotiva e intuitiva.” Estas são as palavras da artista norte americana Jill E. Ryan sobre ela mesma, porém prefiro trata-lá aqui como uma escultora engajada, criativa e dotada de muita sensibilidade e técnica para o manuseio de materiais orgânicos diversos, em destaque a madeira.

Jill E. Ryan especializou-se na arte de inserir, da forma mais harmoniosa e, por vezes, bizarra possível, singulares  esculturas dentro das mais densas florestas existentes no planeta Terra.

Com o singelo propósito único de suprir suas necessidades pessoais artísticas, as esculturas de Jill E. Ryan  proporcionam aos exploradores florestais um experiência única de interação com este meio natural,suas obras tornaram-se capazes de chamar a atenção para as mais variadas problemáticas envoltas da fauna, como, por exemplo, a questão do exercer uma responsabilidade socioambiental por parte das autoridades e sociedades que vivem e dependem das florestas aos seus arredores.

Portfólio: intotheforest.net

Portfólio: intotheforest.net

Livros - Submarino.com.br

A arte projetada em lixo de Tim Noble e Sue Webster

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 16/03/2010 by Bronx1985

Formados no curso de Belas Artes na Nottingham Trent University, na década de 80, Tim Noble e Sue Webster desafiam os mais conservadores no campo das artes visuais quando propõem um trabalho fundamentado originalmente em lixo, literalmente.

Através de uma técnica básica de reunião e aglutinação de lixos encontrados pelas ruas das grandes cidades, seguida de uma luz direcionada sobre a pilha de lixo, obtem-se, como resultado, uma sombra projetada sobre uma parede, sombra essa que remete-nos as mais variadas representações de seres humanos e de animais.

De uma forma tão bem humorada quanto inovadora, Noble e Webster querem nos fazer pensar sobre o problema do lixo urbano nos grandes centros metropolitanos e as consequência do contínuo acúmulo dos mesmos, de forma a trazerem, através das sua sombras projetadas, representações de ratos e de seres humanos em atitudes de deboche e descaso com a situação.

Perguntado sobre como defini-se sua arte, Tim Noble descreveu-a como seu “pior pesadelo”, fazendo direta alusão a questão de até que ponto o homem precisa chegar (trazer lixo das ruas e empilhá-los sobre em galeria de arte) para lembrar o próximo sobre o que estamos fardados a colher como frutos da nossa irresponsabilidade socioambiental de hoje.

Mais sobre o casal: wikipedia.com/tnobleswebster

Mais sobre o casal: wikipedia.com/tnobleswebster

Yong Ho Ji e sua inusitada arte com pneus

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 04/03/2010 by Bronx1985

Formado em artes pela Honkgik University em Seoul, o sul coreano Yong Ho Ji é percursor e mestre na arte de criar tão maravilhosas quanto inusitadas esculturas feitas a partir de bandagens velhas retiradas de pneus usados dos mais variados tipos de veículos.

Com uma técnica de sobreposição de bandagens, aliada com a utilização de madeira, aço e isopor para fins de  preenchimento e detalhamento das esculturas, Ho Ji dá forma aos mais variados tipos de representações de animais saídos da sua fértil imaginação, assim como os nomes por ele inventados atribuídos às suas esculturas.

Tão notável quanto perfeccionista, o estilo de arte do sul coreano nos leva a reflexão, assim como muitos outros artistas, estando alguns mesmos em divulgação neste blog, acerca da reutilização de materiais considerados não mais aproveitáveis pela nossa sociedade (pneus velhos), algo tão em destaque nos dias do hoje se levarmos em consideração todos os princípios de responsabilidade socioambiental.

Portfólio: artnet.com/younghoji

Portfólio: artnet.com/younghoji