Arquivo para sensibilidade

Olhares da Alma, a Marca da Pintura de Benedicte

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 18/02/2013 by Bronx1985

Jovem pintora dinamarquesa, Benedicte possui como poucos um talento e sensibilidade ímpares para o manuseio de tinta a fins de criar representações tão intimas quanto intensas quando o assunto é o homem e seus sentimentos sobrepostos ao olhar.

Suas composições remetem, por essência, ao olhar do homem contemporâneo e todas as palavras que aquele, por algum motivo, não soube expressar pela fala, visto que sua técnica de execução apresenta-se por algo simples e de cores ora esfumaçadas, ora foscas, dado que a intenção da artista é justamente esta, a de representar o homem de uma maneira diferente àquela por cores vivas e berrantes.

Jovem e ainda no início de uma promissora carreira artística, Benedicte possui um interessante e até mesmo vasto portfólio on-line disponível on-line para contemplação, visto que também aos poucos vem preenchendo sua agenda com exposições em seu país de origem, sempre almejando conquistar a Europa e posteriormente mundo com a sua marcante e simbólica arte.

Portfólio: benjiiben.deviantart.com

Benedicte Paintwork

Benedicte Paintwork

Benedicte Paintwork

Benedicte Paintwork

Benedicte Paintwork

Benedicte Paintwork

Portfólio: benjiiben.deviantart.com

Foto Ensaio sobre as Bolhas, por Fabian Oefner

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 26/11/2012 by Bronx1985

Suíço de Zurique, o jovem, porém experiente fotógrafo Fabian Oefner é tido como referência em fotografismo quando o assunto é a captação de imagens em macro de bolhas (de sabão ou não). Seu talento, quando atrelado a sua paciência e sensibilidade para a hora certa da captura de uma foto transmitem-se em seus incríveis ensaios sobre este elemento tão curioso quanto belo, por assim dizer.

Através de uma técnica muito bem desenvolvida de captação de imagens macro em alta velocidade das bolhas em um ambiente de luz e vento controlados, o suíço, através de repetidas imagens obtidas, consegue, como poucos, expor uma bolha de forma tão curiosa quanto inédita se tomarmos como base a peculiar representatividade obtida pelo fotógrafo em suas composições.

Com um colorido, bem delineado e interessante portfólio disponível para apreciação em seu site oficial, fato é que Fabian Oefner consegue como poucos apresentar-nos a fotografia contemporânea de uma maneira tão contemporânea quanto a mesma destina-se a ser caracterizada, o que faz dele um artista de exemplar talento e muito dedicação para com a representação visual dos objetos propostos.

Portfólio: fabianoefner.com

Portfólio: fabianoefner.com

Onipotência, Memória e Passado, As Incríveis Esculturas em Miniatura de Thomas Doyle

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 10/10/2011 by Bronx1985

Minadas nos escombros das memórias do ser humano e esculpidas em escalas que vão de 1 : 43 a menores, as incríveis esculturas do artista plástico norte americano Thomas Doyle são riquíssimas em detalhes e tão muito por isto sensibilizam até aos menos desavisados e desinteressados em Artes Visuais.

Compostas inteligentemente pelos mais diferenciados tipos de materiais, como madeiras, plásticos, bonecos infantis de brinquedo e inúmeros outras coisas, as esculturas em miniatura de Doyle evocam e confrontam sentimentos como o de onipotência, além de possuírem a capacidade visceral de recuperarem a memória daqueles que um dia já se encontraram nas situações criadas em suas composições miniaturizadas.

Momentos frágeis e possíveis sentimentos despertados de desespero e fragilidade a parte, as obras do norte americano são possíveis de serem encontradas nos mais distintos centros de exposição dos EUA, visto que as mesmas, assim com o próprio artista nova iorquino encontram-se em constante exposição em galerias que vão da costa leste a oeste.

Portfólio: thomasdoyle.net

Portfólio: thomasdoyle.net

O Futuro Contemporâneo das Instalações de Michel de Broin

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 30/06/2011 by Bronx1985

Consternado em questões reflexivas acerca do homem moderno e sua inteiração com o meio em que faz parte, o artista plástico canadense Michel de Broin e suas brilhantes instalações são o que há de mais contemporâneo, bem humorado e ao mesmo tempo crítico na esfera das Artes.

Através do inteligente uso dos mais diferenciados tipos de materiais, como madeira, metal e plástico, de Broin cria os mais inusitados objetos artísticos para depois os instalar não tão somente em galerias de arte, mas também em grandes centros urbanos, despertando nos observadores a curiosidade a aguçando a sensibilidade para um reflexão acerca dos motivos de estarem ali e até mesmo o que representam para o meio social como um todo.

Conhecido no mundo inteiro pela sua genialidade e aprimorado senso estético, o canadense é sempre destaque em galerias e convenções de arte contemporânea pelo mundo, suas instalações, que podem se resumir a minúsculos objetos ou tratarem-se de enormes representações, são exclusivas e sempre destacam-se no meio que se encontram inseridas por destoarem do óbvio e levarem às pessoas uma nova concepção de visão de rotina, atitude e responsabilidade.

Portfólio: micheldebroin.org

Portfólio: micheldebroin.org

Do Clássico ao Bizarro, A Desconstrução Estética de Chad Wys

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 16/04/2011 by Bronx1985

Norte americano nascido e residente em Illinois, EUA, Chad Wys é o típico artista plástico contemporâneo que com sua expressiva arte expõe a estética aos seus limites de experiência e interação. Com um portfólio tão vasto quanto pluralista, Wys dá vazão aos mais confusos e pertinentes sentimentos e reflexões em arte.

Com bases no clássico moderno, o norte americano, através de uma perspicaz técnica de desconstrução do óbvio, vai aos poucos dando nova roupagem a todas as questões estéticas e representativas do proposto. Criando desta forma um inusitado e, por vezes, bizarro olhar crítico nesta que pode ser considerada uma nova vertente em arte contemporânea.

Seguem palavras do próprio artista acerca das suas realizações: “_ Costumo explorar a idéia de objecthood: como nós decoramos nossas vidas como arbitrárias, bem como significativas, as coisas, como objetivamos aqueles que amamos e os estrangeiros que vemos, como objetivamos a dor e a morte; como objetivamos complexos e sensíveis histórias culturais.”

Portfólio: chadwys.com

Portfólio: chadwys.com

Corte e Colagem por Damien Blottière

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 31/01/2011 by Adriana Almeida

O francês Damien Blottière é definido muito mais como diretor e artista visual do que como fotógrafo. O motivo fica claro em seu trabalho para a edição de dezembro/2010 da revista digital Dazed & Confused. Nesse editorial para a Calvin Klein, suas fotos viraram alvo de corte e colagem, numa montagem espetacular que reflete o minimalismo e a complexidade do cliente em questão.

Sobre este trabalho, o autor fala: “O trabalho em colagem é como a pintura, mas com tesoura e cortador. Cortei as linhas e construi formas e rostos em papel (…) a partir da emoção que você tem enquanto fotografa um modelo procurando pelo que está abaixo da superfície. Você tem que atingir a pele para encontrar a sensibilidade“. E Damien acerta em cheio na sensibilidade!

Portfólio: artlistparis.com

Portfólio: artlistparis.com

A Complexa Arte de Stephan Balleux

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 21/12/2010 by Adriana Almeida

Cores, texturas, formas e dimensões. Experiências em 3D e mídias alternativas. Uma descrição pouco pensada ou uma olhada pouco atenta ao trabalho de Stephan Balleux, e poderíamos estar falando de um pintor abstrato ou um artista digital. Mas esse não é Stephan. Ele é o encontro entre o figurativo e o abstrato, o tradicional e o contemporâneo, o novo e o velho em um único indistinto pacote.

As cores se misturam em diferentes direções. Parece uma caótica dança do acaso que por pura gestalt calhou de parecer um retrato. Mas está tudo ali intencionalmente em movimento, revelando significados, derramando sensibilidade, envolvendo o clássico em outra roupagem. A mesma técnica, colocada lado a lado com uma imagem figurativa, dão ao suposto movimento caótico das tintas um aspecto quase místico, em uma experiência que nosso plano físico é quase incapaz de compreender, mas que absorve sentimentos e idéias. Stephan Balleux é complexo demais para ser descrito ou rotulado, sendo uma experiência sensorial que chega a cada um, e dependendo da peça em questão, de uma maneira diferente.

Portfólio: stephan-balleux.com

Portfólio: stephan-balleux.com