Arquivo para retratos

A Fiel Subjetividade dos Retratos de Noah Kalina

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 17/02/2011 by Adriana Almeida

Durante 6 anos (11/1/2000 à 31/7/2006), por todos os dias, Noah Kalina tirou uma foto de si mesmo resultando em um vídeo disponível no Youtube, na série de auto-retratos chamada Everyday. Por esse feito, ele ganhou notoriedade. O projeto, condizente com os tempos modernos tão auto-centrados, foi grandioso e possui vários sentidos subjacentes que fazem jus a fama, como a inexorável passagem do tempo. Entretanto Noah merece o reconhecimento por bem mais que isso: ele é um fotógrafo primoroso, coisa que não é possível atestar, até pela natureza coloquial do projeto, no vídeo Everyday (ver abaixo).

Todas as suas fotografias valem a pena serem conferidas. Projetos como o Internet/sex são únicos e extremamente criativos e suas fotos de cenas, por exemplo, tem um enquadramento e escolhas de objeto no mínimo interessantes, mas destaco aqui seus retratos (portraits). Retratos são complicados: não se trata de fotografar em primeiro plano uma pessoa ou um grupo, pois isso, todo mundo pode fazer e não necessariamente se enquadrar como arte. Retratos precisam fazer o que seu nome indica e retratar com precisão a pessoa fotografada, declarando algo sobre ela de forma única e característica. E as fotografias de Noah fazem isso. É possível conhecer um pouco sobre cada uma das pessoas fotografadas apenas pela escolha do ângulo, local, enquadramento, iluminação, tornando a fotografia de fato relevante como memento e como obra de arte.

Portfólio: noahkalina.com

O projeto Everyday:

Portfólio: noahkalina.com

O Atual e Clássico de Kris Knight

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 29/01/2011 by Adriana Almeida

Kris Knight é um pintor canadense especializado em retratos e nos limites das identidades sexuais. Formado pelo Ontario College of Art and Design em 2003, o trabalho de Kris se concentra nas peças figurativas que são muitas vezes tão bonitas quanto são perturbadoras. Seu trabalho é uma mistura de noções antagônicas: se esconder e se mostrar, defesa e vulnerabilidade, inocência e erotismo.

Influenciado pelos pintores simbolistas e românticos, em especial os franceses do século 18, a obra de Kris também agrega referências como alquimia e misticismo. Tudo isso à luz de questões contemporâneas como a androginía, drogas, moda e os clássicos e extremamente atuais zumbis! O resultado é clássico na técnica e atual no sentimento que nos desperta.

Portfólio: krisknight.com

Portfólio: krisknight.com

A Arte Contundente de Shawn Barber

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 22/10/2010 by Adriana Almeida

Nascido em São Franscisco, EUA, o artista plástico Shawn Barber possui uma obra que é contundente, polêmica, erótica e agressiva, e ainda assim, repleta de sutilezas. Seu trabalho é parte de coleções privadas ao redor do mundo inteiro e já foi exibido em inúmeras exposições tanto solo como em grupo em galerias como a Joshua Liner Gallery em NYC/New York, a Billy Shire fine arts em Los Angeles/Califórnia, a The Shooting Gallery em São Francisco/Califórnia, entre vários outros conceituados espaços.

Especialistas em retratos (portraiture), e apesar de trabalhar com várias temáticas, tendo inclusive uma interessantíssima série com bonecas (ver portfólio do artista), sua paixão é a tatuagem, sendo possível encontrá-lo em diversas convenções sobre tattoos. Essa paixão rendeu dois livros de arte, o “Tattooed Portraits” e o “Forever and Ever”, publicados pela 9mm Books.

Shawn ainda encontra tempo de lecionar em diversas escolas através dos Estados Unidos, e depois de anos documentando e pintando tatuagens, ele acrescentou tatuador ao seu currículo. Então quando não está lecionando, viajando ou pintando, pode ser encontrado trabalhando no Memoir Tattoo em Los Angeles…

Portfólio: sdbarber.com

Portfólio: sdbarber.com

Os Retratos Cinematográficos de Caroline Andrieu

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 21/09/2010 by Adriana Almeida

A francesa Caroline Andrieu ostenta, em seu currículo, clientes de peso como a Diesel, a Lancôme e a Vogue francesa, e embora profissionalmente trabalhe com moda,essa ilustradora ficou famosa por sua paixão pelo cinema, de onde tira a inspiração para magníficos retratos de nomes conhecidos da iconografia contemporânea.

As técnicas de escolha são variadas e tradicionais, como o stencil, o nanquim e a aquarela, mas o resultado é revigorante. São fieis reproduções e, ao mesmo tempo, imprimem um olhar novo em cenas dos filmes que povoam nosso imaginário. Vale a pena conferir o seu portfólio para outros exemplos de sua paixão pelo cinema (e música), mas também para conferir seus trabalhos profissionais bem como seu olhar sobre o estilo cotidiano visto nas ruas por onde ela passa.

Portfólio: untitled-07.com

Portfólio: untitled-07.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br

Byroglyphics: Caos e Movimento por Russ Mills

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 13/09/2010 by Adriana Almeida

Russ Mills é um artista inglês formado em Artes Gráficas e Design. Durante algum tempo ele trabalhou como freelancer, e hoje vive das vendas de sua arte em galerias e amostras, tendo seu trabalho, ou versões impressas dele, sido vendido no mundo inteiro.

Russ chama seu portfólio, e por extensão seu trabalho, de Byroglyphics: uma estranha combinação de letras que me lembram hieróglifos, os caracteres da escrita egípcia que possuíam forma de figuras, ou seja, desenhos que contam uma história, literalmente. Da mesma forma, Russ cria uma linguagem própria com seus mistos de ilustração e arte digital (simulando pintura), em um estilo bem característico, cheio de movimento e explosões de caos em um traço fino que lembra, mas supera, o rascunho despretensioso que antecede à obra.

Tudo começa com rascunhos feitos com caneta Bic fina, que Russ prefere usar por serem mais baratas, mais resistentes e, pare ele, tão eficientes quanto outros recursos bem mais caros. Depois a obra é transferida para o Macintosh e trabalhada no photoshop onde ganha um efeito de pintura sem sê-lo. trabalhando em especial com retratos, muitas vezes em close-up, o estático ganha vida em manchas de tinta milimetricamente calculadas ou caoticamente arranjadas e nos contam uma história, levantam uma angústia e imprimem uma emoção.

Portfólio: byroglyphics.com

Portfólio: byroglyphics.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br

Philippe Ramette, “Debaixo d’água”

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 24/02/2010 by Bronx1985

Com bases no trabalho surrealista do belga  René Magritte, trago para vocês uma compilação que reúne o melhor do foto trabalho de Philippe Ramette, francês que vive e trabalha em Paris dedicando-se a foto expressão do surreal, onde as variáveis da construção do racional simplesmente são ignoradas e dão vazão a uma série de perspectivas inusitadas por parte dos sentimento que o trabalho de Philippe nos remete à.

Este foto ensaio traz as nossas atividades corriqueiras realizadas sob um novo ponto de vista, o DEBAIXO D’ÁGUA, imagine uma pessoa esperando seu ônibus que a levará ao serviço, só que debaixo d’água, ou simplesmente aquela rotineira leitura do jornal, ainda que debaixo d’água……

Portfólio: xippas.com/philipperamette

Portfólio: xippas.com/philipperamette

A arte com fita adesiva de Mark Khaisman

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 18/02/2010 by Bronx1985

Idealizado pelo artista ucraniano Mark Khaisman, de 51 anos, através de uma técnica de sobreposição de fita adesiva e, depois, aplicando-as sobre um painel iluminado, ele recria os efeitos de luz e sombra de cada cena, onde se notam a riqueza e nitidez de detalhes, só conseguidos desta forma apresentada pelo artista em conseqüência das propriedades estéticas das fitas adesivas por ele utilizadas.

Khaisman, que é radicado na Filadélfia (EUA), chega a usar até cem metros de fita e passa em média uma semana para realizar cada quadro, que  pode chegar a custar até US$ 10 mil cada, pondendo o mesmo ser adquirido pelo site do artista ou em uma de suas exposições, que se encontram em permanente transição entre os centros de arte contemporânea espalhados pelo mundo.

Portfólio: khaismanstudio.com

Portfólio: khaismanstudio.com