Arquivo para real

Vivendo nos Sonhos, as Fotografias Sobrepostas de Liam Hart

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 25/10/2011 by Bronx1985

Inglês jovem de nem vinte e poucos anos de idade, Liam Hart é talentoso para com o manuseio de uma câmera fotográfica e muito furtivo ao tratar-se de manipulação de imagens via Photoshop, seus trabalhos estão aí e refletem seu bom gosto e criatividade ímpar.

Através de uma interessante técnica de captação de imagens e posteriores sobreposições meticulosamente detalhadas das mesmas, Hart apresenta-nos composições ricas em detalhes, de muito bom gosto e capazes de despertar nos observadores peculiares sentimentos surreais acerca de uma reflexão sobre nossos atos, papéis e rotinas na vida.

De cores também estrategicamente sobrepostas, o jovem inglês é enfático ao dizer que no seu trabalho nada é real e os erros encontram-se agregados ao mesmo de forma peculiarmente proposital, visto que sua intenção é a transmissão da mensagem de relativismo e congruência de idéias metafóricas.

Portfólio: flickr.com/ liamhart

Portfólio: flickr.com/ liamhart

Graham Caldwell: Entre o Delicado e o Resistente

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 24/05/2011 by Adriana Almeida

 Esculturas são um caso a parte nas artes: por serem 3D,  por mais surreais ou fantasiosas que sejam, estão conectadas com o real e são a imaginação moldada e manipulada de forma palpável. Por isso, a escolha dos materiais usados parece ser ainda mais relevante que em outras manifestações artísticas, pois a sensação da obra está intimamente ligada a sua matéria prima.

Graham Caldwell é um escultor americano que trabalha com o que há de mais delicado e o mais resistente: vidro e aço. O resultado é intrincado, complexo e prende a nossa atenção. Destaque para suas peças com vidro espelhado, onde o reflexo se torna parte da matéria prima e dos significados que a peça evoca.

Portfólio: grahamcaldwell.com

Portfólio: grahamcaldwell.com

O Eu Surreal de Manu Pombrol

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 25/11/2010 by Adriana Almeida

O fotógrafo espanhol Manu Pombrol se vê como todos nós deveríamos nos ver: único. Misturando o real e o surreal, ele se mostra em uma interessantíssima série de auto-retratos.

Através de programas como Photoshop e Lightroom, ele manipula seus auto-retratos revelando suas idéias no momento, facetas de sua personalidade, suas dúvidas e suas angústias. A série é bem feita e bem humorada, mas é bem mais. Dessa mistura de bom humor e surrealismo, ele nos chama atenção para nosso bem mais importante: a individualidade, ou, como é o título de uma das peças, as “coisas que te fazem se sentir único” (Cosas Que Te Hacen Sentir Único).

Portfólio: flickr.com/manusanchez

Portfólio: flickr.com/manusanchez

Li Wei e a Arte da Ilusão Real

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 19/11/2010 by Adriana Almeida

Esse é um mundo digital. Alguns poderiam se preocupar sobre como essa quantidade de tecnologia torna certas práticas obsoletas, mas a cada avanço tecnológico, menos essa preocupação procede. Além do espaço garantido para as técnicas tradicionais (sempre haverão pintores trabalhando exclusivamente com tintas e pinceis sobre telas…), novas ferramentas surgem tornando a criatividade o único limite de um artista. Então vemos cada vez mais montagens digitais tornando o impossível possível, em jogos de ilusão criados no computador. Mas e quando o que vemos é real?

Nascido na cidade de Hubei, na China, e morando em Pequim, Li Wei é um artista performático, acrobata, ilusionista ou qualquer outro rótulo que possamos lhe impor, e nenhum fará jus aos seus feitos. Munido de cabos, andaimes, espelhos e uma dose absurda de coragem, Li cria cenas impossiveis, que outros artistas simulam em montagens digitais, mas dessa vez, são de verdade! Sem photoshop ou outros recursos digitais.

O trabalho de Li Wei, que vem com um certificado de autenticidade para cada proeza que ele realiza, é quase um episódio de “Acreditem, se puderem”… Impressionante, para dizer o mínimo.

Porfólio: liweiart.com

Porfólio: liweiart.com

Moldando o Mundo: A Arte de Erik Johansson

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 25/10/2010 by Adriana Almeida

O jovem fotógrafo freelancer sueco Erik Johansson é especializado no que ele chama de retoque: a fotomanipulação levada a um novo patamar. Erik estuda engenharia da computação e faz mestrado em Design interativo, e usa todo esse conhecimento técnico para dar forma ao que é puro talento e criatividade, criando imagens onde o irreal e o real são indistinguíveis, e que nos leva a um mundo onde o impossível inexiste.

Mas as imagens de Erik fazem mais do que serem criativas e desafiarem as leis da física: elas nos contam histórias, nos falam sobre nosso inconsciente, nossos medos e nossos sonhos e nos fazem pensar. Não é a toa que seu trabalho tem aparecido em revistas ao redor de todo mundo: Rússia (Megafon de out 2009), Turkia (Photoshop Magazin 47 e 48), Brasil (Imagine de out 2009), Argentina (Users Digital Design #2), só pra citar algumas de uma longa lista.  Armado de sua Canon e do Photoshop, o mundo se dobra e se molda sob a criatividade de Erik Johansson.

Portfólio: alltelleringet.com

Portfólio: alltelleringet.com

O Pejorativismo das Ilustrações de Alex Cherry

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 31/07/2010 by Bronx1985

Mais do que singelos traços, cores e simples representatividade, as ilustrações do norte americano Alex Cherry transpõem para o campo visual severas críticas à política e relações sociais humanas. De essência suja e, por vezes, confusa, suas obras digitais são carregadas de mensagens indiretas e subliminares, despertando nos observadores um contemplar tão crítico quanto pejorativo, se tomarmos como base todo o ironismo e sentimento de hipocrisia que as mesmas encontram-se inseridas.

De preferências nítidas pelo preto no branco, Cherry, quando disposto, sabe-se utilizar de toda a capacidade de expressão que as demais outras cores têm, visto que tais outras cores também exercem real influência sobre todas as proposições críticas cabíveis de tais e em relação ao composto pelas obras.

Portfólio: vhm-alex.deviantart.com

Portfólio: vhm-alex.deviantart.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br