Arquivo para quadro

A distinção bizarra do fotografismo de Michel Valentino

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 24/06/2010 by Bronx1985

Educado no início dos anos 90 em edição de imagens digitais, o trabalho fotografista do norte americano (NY) Michel Valentino chama a atenção a até mesmo choca os mais sensíveis para a questão das fortes situações e/ou intenções contidas nos mesmos.

De aspecto dark, tons fúnebres e em alguns casos fetichista e até mesmo sadomasoquista, suas fotografias transpõem a barreira do ordinário, inserindo-se num padrão por vezes apelativo e instigante. Até então tudo em harmonia com um contexto indiretamente relacionado com projeções mórbidas e pertinentes a questões relativamente eróticas.

Mensagens indiretas completam o quadro como um todo proposto por Valentino, que através de muita audácia e criatividade reproduz situações meticulosamente ensaiadas por modelos mais dispostos, dada toda a genialidade intrínseca contida no foto ensaio aqui orgulhosamente em destaque.

Portfólio: michelvalentino.com

Portfólio: michelvalentino.com

Livros - Submarino.com.br

As esculturas recicladas de Joe Pogan

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 14/04/2010 by Bronx1985

Joe Pogan é nativo de Oregon, EUA, mas atualmente reside e executa suas esculturas em Aloha, também EUA. Após cumprir quatro anos na Marinha, passou a estudar artes e técnicas de solda de metais, daí foram mais de vinte anos como soldador profissional,  onde dedicou-se a exigente função de soldar peças de alumínio para a confecção de quadros de mountain bikes.

Não contente com a direção que sua vida profissional e pessoal tomava, um dia Pogan teve a brilhante idéia de utilizar a sua combinação única de experiência de solda e seu individual talento artístico para nos últimos anos criar uma incrível variedade de esculturas de animais (pássaros e peixes na grande maioria) através da utilização de metais diversos encontrados em lixos de indústrias, oficinas e casas residênciais.

Como obra final, Pogan cria inusitadas obras primas que, além de fazerem reais críticas ao desperdício e não reciclagem de metais por parte das sociedades, fazem menções diretas à destruição da flora e fauna por parte do crescimento desorganizado do modo de vida capitalista consumista das culturas ocidentais modernas.

Portfólio: joepogan.com

Portfólio: joepogan.com