Arquivo para projeto

Organismos de Vidro, as Incríveis Esculturas de Mika Aoki

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 07/05/2012 by Bronx1985

Natural de Hokkaido, extremo norte do Japão, a artista plástica e escultora Mika Aoki é considerada quase que por unanimidade dentro do senso crítico artístico como uma das mais talentosas e criativas artistas em atuação no mundo quanto o assunto é o manuseio, manipulação e moldagem de vidro, material este tão interessante por trazer ao mesmo tempo características tão conflitantes entre si como a fragilidade e solidez, isto segundo palavras da própria artista.

Através de uma técnica tão complexa quanto única de super aquecimento dos compostos básicos a formarem o vidro, chega-se a uma substância transparente líquida, daí Mika Aoki vai aos poucos resfriando este “projeto de vidro” que, de modo sincero e sereno, agora é moldado à forma artística desejada em questão, passando do líquido para o sólido em belíssimas e únicas esculturas ornamentais.

Com exposições recorrentes por todos os cantos do planeta, difícil é não se sensibilizar com a arte final alcançada pela japonesa, arte esta que impressiona pelos incríveis detalhes alcançados e também pelos locais inusitados onde a artista escolhe para contexto de exposição das suas esculturas, como latarias de carros velhos e demais ligares/objetos tão inusitados quanto as próprias esculturas finais por si próprias.

Portfólio: sing-g.net

Portfólio: sing-g.net

A Fiel Subjetividade dos Retratos de Noah Kalina

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 17/02/2011 by Adriana Almeida

Durante 6 anos (11/1/2000 à 31/7/2006), por todos os dias, Noah Kalina tirou uma foto de si mesmo resultando em um vídeo disponível no Youtube, na série de auto-retratos chamada Everyday. Por esse feito, ele ganhou notoriedade. O projeto, condizente com os tempos modernos tão auto-centrados, foi grandioso e possui vários sentidos subjacentes que fazem jus a fama, como a inexorável passagem do tempo. Entretanto Noah merece o reconhecimento por bem mais que isso: ele é um fotógrafo primoroso, coisa que não é possível atestar, até pela natureza coloquial do projeto, no vídeo Everyday (ver abaixo).

Todas as suas fotografias valem a pena serem conferidas. Projetos como o Internet/sex são únicos e extremamente criativos e suas fotos de cenas, por exemplo, tem um enquadramento e escolhas de objeto no mínimo interessantes, mas destaco aqui seus retratos (portraits). Retratos são complicados: não se trata de fotografar em primeiro plano uma pessoa ou um grupo, pois isso, todo mundo pode fazer e não necessariamente se enquadrar como arte. Retratos precisam fazer o que seu nome indica e retratar com precisão a pessoa fotografada, declarando algo sobre ela de forma única e característica. E as fotografias de Noah fazem isso. É possível conhecer um pouco sobre cada uma das pessoas fotografadas apenas pela escolha do ângulo, local, enquadramento, iluminação, tornando a fotografia de fato relevante como memento e como obra de arte.

Portfólio: noahkalina.com

O projeto Everyday:

Portfólio: noahkalina.com

O Projeto Caveira de Noah Scalin

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 20/12/2010 by Bronx1985

Sob intitulação original “Skull-A-Day”, o projeto visual do artista plástico Noah Scalin remete ao que há de mais ímpar e curioso no ato representar de caveiras nos mais inusitados planos concretas e através do uso dos mais peculiares materiais.

Com a simples, porém interessante, intenção trazer aos observadores objetos artísticos que remetam à crânios dos mais diferentes estilos, Noah Scalin propõem a reflexão acerca do que os seres humanos são constituídos, além de todas as questões envoltas do objeto poético que uma caveira pode ser quando em presente contraste com o meio que ela encontra-se inserida.

Portfólio: skulladay.blogspot.com

Portfólio: skulladay.blogspot.com

Entre o Clássico e o Conceitual: A Arte de Jaime Jones

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 04/12/2010 by Adriana Almeida

O ilustrador americano Jaime Jones nasceu no Kansas e é formado pelo Corcoran College of Art and Design de Washington. Tendo feito parte do ArenaNet team e atualmente do Bungie Studios, onde trabalha com a arte conceitual do projeto do jogo “Halo: Reach”, seus clientes anteriores incluem nomes de peso com a Image Comics, a Wizards of the Coast e a BL Publishing.

Apesar de eclético, Jaime faz parte desse grupo de artistas cujo traço é facilmente reconhecido e se destaca entre seus contemporâneos. E seja retratando uma cena de fantasia clássica estampada em um card do famoso jogo de cartas Magic: The Gattering ou em uma cena futurista do igualmente famoso jogo de videogame Halo, suas obras são tão clássicas que poderiam estar em quadros nas paredes das mais famosas galerias ao invés de em mídias pop de rápido consumo contemporâneo, canais escolhidos por esse ilustrador para propagar sua arte.

Portfólio: artpad.org

Portfólio: artpad.org

O Projeto Étnico de Erik Hiweege

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 10/10/2010 by Adriana Almeida

Por 12 anos, Erik Hiweege trabalhou na área de marketing em agências de propaganda como a  Ogilvy&Mather, BK&P e DMB&B, mas desde 1988 ele decidiu abraçar sua verdadeira paixão, a fotografia, onde foi extremamente bem sucedido, sendo bastante requisitado por clientes de peso e ganhando diversos prêmios Pani e AOP entre vários outros.

As fotos abaixo fazem parte da série pessoal Noir, que deu origem a um livro e um DVD, e são um sensível tributo ao continente africano. Em cada vila visitada, Erik montava um bem equipado estúdio fotográfico e as fotos eram tiradas contra um fundo negro, de forma a enfatizar a riqueza da cultura negra. O resultado é uma amálgama de contrastes sutis de incrível beleza e delicadeza, humanizando e revelando, escondendo e provocando.

Portfólio: hijweege.com

Portfólio: hijweege.com

Love Is In The Air: A Arte em Vinil de Carlos Aire

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 25/09/2010 by Adriana Almeida

O espanhol Carlos Aires que hoje divide seu tempo entre a Espanha e a Bélgica e é mais conhecido por seu trabalho como fotógrafo, resgata a mídia de um tempo, para alguns remoto, para outros, bem recente, e faz arte com os discos de vinil que foram aposentados pela era do CD.

O projeto foi batizado como “Love is in the air”, em uma referência a um disco de John Paul Young, de 1977, que foi hit, e hoje é quase um ícone da época. Os discos são milimetricamente cortados com laser sob a forma de silhuetas, o que já seria interessante por si só, dada a perfeição do corte e o aspecto divertido do resultado. Mas em adição, as formas escolhidas estão intimamente ligadas ao título ou conteúdo do disco usado como matéria prima, brincando com conceitos e idéias da época vistas sob o prisma dos dias atuais, de uma forma extremamente bem humorada e crítica. O disco “Touch Me”, por exemplo, se vê transformado em um homem musculoso, e assim sucessivamente.

Como um extra no interesse desse trabalho de Carlos, que é conhecido pelo seu gosto por uma polêmica, boa parte das silhuetas foram cortadas segundo um curioso critério: em uma busca no google com as palavras “Pornografia” e “Catástrofe”, ele selecionou fotografias aleatórias que iriam dar forma ao disco de vinil, relacionando-as com o título do álbum. Um complexo trabalho de associação, com uma mensagem subliminar pra lá de controversa.

Portfólio: carlosaires.com

Portfólio: carlosaires.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br

“Mobiliário para Gigantes”, As Instalações de Robert Therrien

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 17/08/2010 by Bronx1985

Ele é norte americano de Chicago e atualmente exerce sua profissão de artista plástico em Los Angeles, mas suas obras encontram-se em evidência pelos mais diferentes e renomados centros urbanos de propagação de arte contemporânea do planeta, como Gagosian Gallery, Los Angeles County Museum of Art, Museum Nacional Centro de Arte Reina Sofia, Madrid and the Museum of Contemporary Art, Museum of Contemporary Art San Diego, Albright-Knox Art Gallery e Kunstmuseum Basel, dadas as inúmeras características estéticas que suas instalações representam em questões de inovadorismo, humor e críticas intrínsecas ao óbvio e ordinário.

Seu mais recente projeto, intitulado Mobiliário para Gigantes, consiste em uma tão interessante quanto inusitada instalação com fins de transpor para o campo do visual mobiliários comuns em escala super redimensionada, de modo a despertar nos observadores um link entre todas as questões envoltas de um refletir sobre a magnitude da importância do espaço físico e nossa interação com este meio.

Portfólio: gagosian.com/robert-therrien

Portfólio: gagosian.com/robert-therrien

Livros - Submarino.com.br