Arquivo para produto final

Juan Francisco Casas: Na Ponta da Bic

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 08/11/2010 by Adriana Almeida

Juan Francisco Casas é um pintor espanhol que fotografa o mundo em sua forma mais espontânea e divertida e depois o retrata em realismo absoluto no óleo sobre tela com um talento impressionante (e não deixe de conferir essa faceta de seu trabalho em seu portfólio! ). Ou ao menos esse é o artista que ele possivelmente desejava ser e revelar ao mundo. Mas não foi exatamente assim que Juan se tornou famoso. Ele é conhecido por outra técnica, incomum no meio profissional da arte, mas bastante conhecida dos desenhistas amadores de beirada de caderno escolar. Ele finaliza diversos trabalhos baseado em suas divertidas fotografias com caneta Bic, aquela que todo mundo tem uma em casa e já arriscou um arabesco ou dois no canto de um folha em branco.

O resultado é de tirar o fôlego. As divertidas fotos que geram o produto final ajudam a dar interesse ao trabalho de Juan, mas o que realmente chama a atenção é a noção absoluta de profundidade e iluminação, e o extremo realismo obtido não por pinceladas multicoloridas e precisas, coisa que outros artistas, inclusive o próprio Juan, dominam bem, mas pela ponta monocromática de uma caneta esferográfica. A primeira vista, parecem apenas fotografias cujas cores foram retiradas e substituídas pelos conhecidos tons de azul ou preto da tal da caneta, mas acreditem, foram feitas linha a linha, ponto a ponto, detalhe a detalhe na ponta da Bic. É ver para crer.

Porftólio: Juanfranciscocasas.com

Porftólio: Juanfranciscocasas.com

Richard Kilroy e a Moda Revisitada

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 06/11/2010 by Adriana Almeida

Ilustrações de moda costumam seguir um determinado padrão, e salvo honrosas exceções, quem já viu uma, viu todas. Mas vez por outra artistas fogem do senso comum e inovam em todas as áreas, mesmo as mais características. Esse é o caso do artista inglês, nascido em Liverpool, Richard Kilroy. Tendo trabalhado com publicações como a revista V, Gym Class Magazine, Hainswheeler Keko e Djs pomo, Kilroy se concentra na simplicidade e força da forma, indo do minimalismo quase abstrato ao realismo quase fotográfico, mas normalmente, combinando ambos.

Dessa forma, em algum lugar entre o croqui despojado e a arte final saturada de detalhes, o produto final do trabalho de Richard é contemporâneo, diferente, levemente inquietante, e ainda assim, condizente com a cultura fashion que o inspira.

Porfólio: richardkilroy.com

Porfólio: richardkilroy.com