Arquivo para pessoa

A Desigualdade Social Búlgara em Preto e Branco, Fotografias de Dimitar Variysky

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 14/09/2011 by Bronx1985

Em maior concentração em países em desenvolvimento, como o Brasil, porém presente em todos os demais lugares e nações do mundo, a pobreza e desigualdade social são problemas que afetam muitas pessoas, levando a mesmas a viverem em condições humilhantes e muitas vezes desumanas.

Dentro deste contexto, o fotógrafo búlgaro Dimitar Variysky sabe como poucos retratar em preto e branco a realidade e conseqüências da pobreza na vida das pessoas. Focado nos grandes centros cosmopolitas búlgaros e europeus, Variysky nos apresenta uma realidade crua e surreal, esta muitas vezes esquecida pelos mais afortunados ou simplesmente escondida por políticos e demais autoridades.

Talvez não tão chocante assim para nós brasileiros pelo fato de presenciarmos tais cenas freqüentemente em nossos cotidianos, o trabalho do fotógrafo é digno de respeito pela técnica e engajamento empregados, visto que também se é possível encontrar beleza em suas imagens através de uma contemplação mais sincera e não dotadas de preconceitos mundanos.

Portfólio: dechobek.deviantart.com

Portfólio: dechobek.deviantart.com

Contos da Vida Selvagem, as Premiadas Fotografias de Stefano Unterthiner‏

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 09/08/2011 by Bronx1985

Crescido em uma pequena aldeia nas montanhas ao noroeste da Itália, Stefano Unterthiner passou seus primeiros anos fotografando no Gran Paradiso National Park e em torno das montanhas bonitas da região do Vale de Aosta. Com 17 anos e já certo da sua paixão pela fotografia, passou a estudar zoologia e, no outono de 2000, obteve um Ph.D. da Universidade de Aberdeen, na Escócia. Após completar seus estudos, Unterthiner retornou à Itália e iniciou sua carreira como um zoólogo. Mas sua câmera estava sempre ao seu lado, e não demorou muito para que sua paixão se transformasse em um estilo de vida.
Através de paciência, um bem resolvido aparato tecnológico fotográfico e muito respeito à vida selvagem, Unterthiner é capaz de capturar as mais incríveis e estonteantes imagens de animais em seus habitat naturais.
Seu primeiro prêmio veio em 2000, quando Unterthiner ganhou o prestigioso “Mario Pastore”, prêmio de melhor jovem jornalista ambiental italiano. Unterthiner agora viaja regularmente ao redor do mundo em busca de novos temas para suas histórias de fotografia. Ele é especialista em contar as histórias de vida dos animais, vivendo em contato próximo com a sua espécie escolhida por longos períodos. Ele também tem um forte compromisso com a conservação da vida silvestre e às questões ambientais, com um interesse particular nas interações entre pessoas e animais.
Portfólio: stefanounterthiner.com

Portfólio: stefanounterthiner.com

A Fiel Subjetividade dos Retratos de Noah Kalina

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 17/02/2011 by Adriana Almeida

Durante 6 anos (11/1/2000 à 31/7/2006), por todos os dias, Noah Kalina tirou uma foto de si mesmo resultando em um vídeo disponível no Youtube, na série de auto-retratos chamada Everyday. Por esse feito, ele ganhou notoriedade. O projeto, condizente com os tempos modernos tão auto-centrados, foi grandioso e possui vários sentidos subjacentes que fazem jus a fama, como a inexorável passagem do tempo. Entretanto Noah merece o reconhecimento por bem mais que isso: ele é um fotógrafo primoroso, coisa que não é possível atestar, até pela natureza coloquial do projeto, no vídeo Everyday (ver abaixo).

Todas as suas fotografias valem a pena serem conferidas. Projetos como o Internet/sex são únicos e extremamente criativos e suas fotos de cenas, por exemplo, tem um enquadramento e escolhas de objeto no mínimo interessantes, mas destaco aqui seus retratos (portraits). Retratos são complicados: não se trata de fotografar em primeiro plano uma pessoa ou um grupo, pois isso, todo mundo pode fazer e não necessariamente se enquadrar como arte. Retratos precisam fazer o que seu nome indica e retratar com precisão a pessoa fotografada, declarando algo sobre ela de forma única e característica. E as fotografias de Noah fazem isso. É possível conhecer um pouco sobre cada uma das pessoas fotografadas apenas pela escolha do ângulo, local, enquadramento, iluminação, tornando a fotografia de fato relevante como memento e como obra de arte.

Portfólio: noahkalina.com

O projeto Everyday:

Portfólio: noahkalina.com

John Battaglia e a Vida Como Ela É

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 15/11/2010 by Adriana Almeida

John Battaglia é um jovem fotógrafo de Nova York com um olhar privilegiado para o cotidiano urbano. Armado de uma câmera 35mm ele capta a vida em sua realidade e em seu sonho, nos seus detalhes mais mundanos e por isso mesmo, mais significativos.

Grande parte de suas fotos explora o movimento desenfreado das cidades em contrapartida a um detalhe estático e congelado no tempo: uma pessoa, um reflexo, um detalhe. O criador, pequeno e frágil e suas criaturas grandiosas e rápidas, a verdadeira síntese dos grandes centros urbanos.

Portfólio: johnbsite.com

Portfólio: johnbsite.com

“Uma Carta de Amor pra Você” Os Grafites de Stephen Powers

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 08/08/2010 by Bronx1985

Amor, afetividade e relação de amizade, estes são os sentimento aflorados pela contemplação dos grafites do artista de rua norte americano Stephen Powers, espalhados pelos mais diferentes lugares da Filadélfia, cada obra de Powers transmite da mais singela e sincera forma as expressões mais comuns encontradas nas bocas das pessoas, porém que dificilmente são encontradas em seus atos, como por exemplo o real sentido de uma amizade sincera, o amor independente das diferenças e o exercer da empatia sem o auxílio do cinismo.

Através de uma técnica interessante de expressão em traços relacionados às mensagens transpostas, Powers utiliza-se das mais diferentes e alegres cores, estas que de modo harmonioso completam todo o contexto da sua arte e reforçam o real sentido das mesmas, que é justamente toda a questão envolta de uma relação social mais saudável e promissora entre os habitantes dos grandes centros metropolitanos de hoje, tudo também graças ao apoio do City of Philadelphia Mural Arts Program e patrocínio do Pew Center for Arts & Heritage

Portfólio: aloveletterforyou.com

Portfólio: aloveletterforyou.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br