Arquivo para melancolia

O Poético Acaso de Carolin Reichert

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 15/05/2011 by Adriana Almeida

A designer gráfica e fotógrafa alemã Carolin Reichert revisita o tema mais clichê e batido da história da humanidade: o pôr do sol. Associado ao romantismo e a uma certa melancolia, quase todos os artistas da humanidade já o fotografaram, pintaram, desenharam e compuseram canções a seu respeito, e ainda assim, é sempre uma visão revigorante e capaz de roubar nosso fôlego, ao ser visto pela primeira ou milionésima vez.

Não obstante, Carolin empresta criatividade e uma certa parcela do inesperado em suas interpretações desse fenômeno corriqueiro e natural, o sol a sumir no horizonte. Através de colagens de diferentes fotos e partes da mesma foto com diferentes tratamentos, o resultado é ligeiramente inusitado, mas evoca as mesmas sensações de completude e contentamento que o seu original – uma obra de arte natural – acrescido de vários simbolismos como a passagem do tempo, a repetição e a certeza irrefutável de que mesmo frente ao caos, o sol surge e se põe todos os dias, invariavelmente.

Portfólio: carolinreichert.com

Portfólio: carolinreichert.com

A Inocente Aquarela de Hanna Muller

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 24/08/2010 by Adriana Almeida

O traço e a técnica (desenho realista com aquarela) da sueca Hanna Muller lembram muito o de Esra Røise que recentemente publicamos aqui. Entretanto, Hanna traz uma refrescante ingenuidade, inocência e delicadeza em seus belíssimos desenhos.

Hanna se inspira em seus amigos e seus personagens de ficção favoritos para criar suas imagens, que tem ao mesmo tempo uma estranha sensação de familiaridade, como se fossem velhos conhecidos nossos, e de estranheza, dada a beleza inocente e distante e a sutil melancolia que ostentam. A aquarela cria maças dos rosto ruborizadas e olhos de cor intensa em desenhos à lápis, dando essa sensação da redescoberta do pudor, tão estranho aos dias atuais.

É como se nos fosse dada a cada nova imagem de Hanna, uma nova chance de sermos inocentes outra vez, revelando aquela porção de nós que será sempre criança a se abismar com as maravilhas do mundo.

Portfólio: myltan.blogg.se

Portfólio: myltan.blogg.se

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br