Arquivo para materiais

Graham Caldwell: Entre o Delicado e o Resistente

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 24/05/2011 by Adriana Almeida

 Esculturas são um caso a parte nas artes: por serem 3D,  por mais surreais ou fantasiosas que sejam, estão conectadas com o real e são a imaginação moldada e manipulada de forma palpável. Por isso, a escolha dos materiais usados parece ser ainda mais relevante que em outras manifestações artísticas, pois a sensação da obra está intimamente ligada a sua matéria prima.

Graham Caldwell é um escultor americano que trabalha com o que há de mais delicado e o mais resistente: vidro e aço. O resultado é intrincado, complexo e prende a nossa atenção. Destaque para suas peças com vidro espelhado, onde o reflexo se torna parte da matéria prima e dos significados que a peça evoca.

Portfólio: grahamcaldwell.com

Portfólio: grahamcaldwell.com

Anastassia Elias e a Arte em Rolos de Papel Higiênico

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 22/04/2011 by Adriana Almeida

Arte não tem limites. Tudo o que existe no mundo pode se transformar em uma obra de arte, mas às vezes esbarramos em certos materiais que acreditamos que além da lata de lixo e da reciclagem simples, o único destino artístico possível são as aulas de arte no primário… ledo engano.

Anastassia Elias é uma artista francesa especializada em colagens, pintura e ilustração, e que faz o inimaginável com os mundanos rolinhos usados de papel higiênico. Através de intrincados jogos de sombra criados através de colagem de pequenas miniaturas dentro do rolo, cenas do cotidiano, como uma bucólica visita ao jardim zoológico ou um amigável jogo de futebol, ganham vida e uma sensação tridimensional…

Suas peças são feitas em cerca de 3 horas, pouco mais que o tempo de levar nossos (assim achávamos) inúteis rolos vazios de papel higiênico ao centro de reciclagem mais próximo, e são vendidos em seu site por cerca de 100 euros cada… Não só uma regalia aos olhos, como um excelente negócio!

Portfólio: anastassia-elias.com

Portfólio: anastassia-elias.com

Os Curiosos Troféus Domésticos de Rachel Denny

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 30/11/2010 by Adriana Almeida

Madeira, lã, restos de tecido, resina, gesso e outros objetos encontrados ao acaso misturados a muita criatividade e surge a série “Troféus Domésticos” (“Domestic Trophies”) da americana Rachel Denny, que já expôs em diversas exibições (em grupo ou solo) e ganhou prêmios por seu trabalho.

Inspirada pelas elegantes e imponentes formas dos animais e pelo potencial de manipulação de materiais de trabalho propositadamente inusitados, Rachel faz esculturas e bustos de animais numa interessante releitura de um objeto que é parte da cultura de várias regiões americanas, em especial no oeste dos desbravadores, que caçavam suas presas e as exibiam orgulhosos empalhadas em formas de troféus. As versões de Rachel, 100% “murder free” (livres de assassinato) e ecologicamente corretas, preserva a natureza viva onde deve estar, e ainda a leva simbolicamente para casa de uma maneira curiosa e diferente.

Portfólio: racheldenny.com

Portfólio: racheldenny.com

Desenhando em Metal: as Instalações de Frank Plant

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 05/07/2010 by Adriana Almeida

Frank Plant é um americano que vive em Barcelona. Estudou escultura na Universidade de Artes, na Filadélfia e também estudou um ano no “Studio Art Centers International” em Florença, Itália. Trabalhou por um tempo fazendo cenografia teatro e dança, sem deixar de lado seu trabalho como escultor. Por volta de 1993, ele começou a desenvolver seus desenhos em aço: uma técnica inovadora que Frank passou a dominar. Em 1999 mudou-se para Barcelona, onde vive no momento. Seu trabalho pode ser encontrado em coleções públicas e privadas em toda a Europa e América do Norte.

Usando aço soldado e compondo com objetos do cotidiano, Frank monta peças extremamente objetivas e claras, onde delineia formas tridimensionais que são verdadeiras análises sociológicas, mas de uma forma descompromissada e nada pedante. Em seus trabalhos mais recentes, há também o uso de fotografia e pintura, pedaços de madeira, fontes de luz, motores, sensores, e mesmo a produção de som e música como parte integrante de suas esculturas, montando peças cada vez mais interativas.

Suas instalações são provocativas, engajadas, contemporâneas. Mais do que contar uma história, marcam uma posição. Dizem algo de quem a fez, da época em que foram feitas e de quem possui a peça, numa espécie de cartão de visitas artístico que faz uma declaração sócio-política e diz ao mundo a que veio. Compondo peças por vezes peças divertidas e engraçadas, em outras vezes, complexas críticas sociais, Frank é literalmente um artista de seu tempo que ousa brincar com a modernidade.

Portfólio: hierroglyphic.blogspot.com

Portfólio: hierroglyphic.blogspot.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br

“Jogo de Sombras” por Kumi Yamashita

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 25/02/2010 by Bronx1985

Japonesa de origem e criação, porém com obras e experimentos em exposição nos quatro cantos do mundo, Kumi Yamashita é considerada um dos grandes exponenciais de arte contemporânea de seu país, dada a sua criatividade no manuseio de materiais como o alumínio e madeira  quando em conjunto com luzes, a fim de transpor o imaginável humano através da sobreposição de sombras às suas obras, daí o nome da sua série “Shadow Play“, que em português traduz em Jogo de Sombras.

Basicamente o trabalho de Yamashita consiste em sombras estrategicamente emitidas em experimentos diversos, de modo a despertar o sentimento de curiosidade e interpretação dos observadores, que admirados revelam-se com a consistência e criatividade inerte ao trabalho da japonesa.

Além do foto ensaio aqui disponibilizado para apreciação, segue vídeo demonstrativo de um dos trabalhos de Yamashita, que serve de alicerce aos elogios aqui feitos por eu à artista.

Portfólio: kumiyamashita.com

Portfólio: kumiyamashita.com