Arquivo para foto

Surrealismo Coreano, a Expressiva Técnica de Pintura de KwangHo Shin

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 13/06/2013 by Bronx1985

Cada vez mais presente no mundo globalizado pelas suas tecnologias e produtos industrializados, podemos agora enfatizar de maneira sincera que a Coréia do Sul vem cada vez mais também conquistando o seu espaço no mundo das Artes e movimentos culturais. E a prova viva concreta disto é o pintor KwangHo Shin e seu surrealismo belamente pintado sobre tela.

Através de uma peculiar, intensa e super representativa técnica de pintura (óleo e carvão sobre tela) em que suas composições, geralmente modelos de pessoas, se apresentam literalmente ‘derretendo’, o pintor sul coreano vem cada vez mais sendo destaque de exibições e apresentações artísticas pelo mundo afora.

Com um expressivo e pluralista portfólio on-line disponível para apreciação, definitivamente é correta a afirmação a se fazer agora de que, além de ter chegado pra ficar no campo da tecnologia e produtos manufaturados, a Coréia do sul, através de KwangHo Shin, também chegou pra ficar de vez na esfera das Artes Visuais.

Portfólio: kakaka1211.blogspot.com

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

KwangHo Shin Paintwork

Portfólio: kakaka1211.blogspot.com

Prospectos do Céu, as Encantadoras Fotografias de Eric Cahan

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 24/09/2012 by Bronx1985

Intitulado originalmente por “Sky Series”, as composições do fotógrafo norte americano Eric Cahan definitivamente traduzem em belas imagens toda a majestosidade e representatividade do céu, a luz, e todas as demais belezas naturais encontradas na natureza.

Com fotografias tiradas pelos quatro cantos do mundo em suas inúmeras viagens já feitas, fato é que as imagens do fotografo nova iorquino de fato nos apresentam uma nova forma de se expor o céu, este presente sempre na vida daqueles que por um momento ou outro simplesmente resolvem olhar para cima.

Outra característica marcante nos foto ensaios de Eric Cahan e a profundidade e nuances de cores alcançadas pelo fotógrafo, o mesmo é enfático ao dizer que todas as suas imagens são fundamentadas em princípios da Teoria da Cor e que muito por isso o mesmo consegue alcançar as mesmas de forma tão sincera quanto bela para aqueles que as contemplam!

Portfólio: ericcahan.com

Portfólio: ericcahan.com

Foto Surrealismo, os Conceituais Ensaios de Sandy Skoglund

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 08/05/2012 by Bronx1985

Natural de Quincy (Massachusetts) e hoje residente em Jersey City (New Jersey), ambas cidades nos EUA, a artista plástica, escultora e fotógrafa norte americana Sandy Skoglund a tempos possui seu nome presente na esfera da arte contemporânea moderna. Suas composições fotográficas, sendo as primeiras datadas dos anos 70, são consideradas importantes exponenciais em arte conceitual, dadas as cores, formas e ângulos de exposição trabalhos e imparmente utilizados.

Interessada em um diferenciado jogo de cores, imagens e objetos, suas fotografias marcam a transição de uma visão direta e complexa para um campo na fotografia basicamente inserido na indiretriz de foco e simplicidade de composição, criando desta forma imagens ímpares por essência e totalmente diferentes daquilo que até então costumava-se ter como ponto de partida, o óbvio.

Com exposições recorrentes por todos os EUA e com trabalhos já expostos por toda a Europa e alguns pontos da Ásia, a arte de Sandy Skoglund é daquelas que rompe com paradigmas e, embora possamos encontrar diversos outros artistas com as mesmas intenções em composições similares, fato é que a norte americana foi uma das precursoras na representação da arte pop, hoje tida como cult.

Portfólio: sandyskoglund.com

Portfólio: sandyskoglund.com

A Fiel Subjetividade dos Retratos de Noah Kalina

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 17/02/2011 by Adriana Almeida

Durante 6 anos (11/1/2000 à 31/7/2006), por todos os dias, Noah Kalina tirou uma foto de si mesmo resultando em um vídeo disponível no Youtube, na série de auto-retratos chamada Everyday. Por esse feito, ele ganhou notoriedade. O projeto, condizente com os tempos modernos tão auto-centrados, foi grandioso e possui vários sentidos subjacentes que fazem jus a fama, como a inexorável passagem do tempo. Entretanto Noah merece o reconhecimento por bem mais que isso: ele é um fotógrafo primoroso, coisa que não é possível atestar, até pela natureza coloquial do projeto, no vídeo Everyday (ver abaixo).

Todas as suas fotografias valem a pena serem conferidas. Projetos como o Internet/sex são únicos e extremamente criativos e suas fotos de cenas, por exemplo, tem um enquadramento e escolhas de objeto no mínimo interessantes, mas destaco aqui seus retratos (portraits). Retratos são complicados: não se trata de fotografar em primeiro plano uma pessoa ou um grupo, pois isso, todo mundo pode fazer e não necessariamente se enquadrar como arte. Retratos precisam fazer o que seu nome indica e retratar com precisão a pessoa fotografada, declarando algo sobre ela de forma única e característica. E as fotografias de Noah fazem isso. É possível conhecer um pouco sobre cada uma das pessoas fotografadas apenas pela escolha do ângulo, local, enquadramento, iluminação, tornando a fotografia de fato relevante como memento e como obra de arte.

Portfólio: noahkalina.com

O projeto Everyday:

Portfólio: noahkalina.com

Mestre das Ilusões: os foto ensaios de Vik Muniz

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 06/07/2010 by Adriana Almeida

Você precisa treinar seus olhos. O que você está vendo não é o que parece, mas é exatamente o que você está vendo. Confuso? Conheça a arte do fotógrafo brasileiro Vik Muniz. Nascido em São Paulo mas residindo e trabalhando em Nova York, Vik ficou famoso e conquistou o mundo da arte com seu projeto Sugar Child. Como foi feito? Em uma plantação de açúcar, Muniz fotografou os filhos dos operários, e usando papel escuro e diferentes tipos de açúcar, reproduziu as imagens previamente fotografadas e as fotografou novamente. Pura meta-linguagem recursiva…

Mas nada é inusitado o suficiente para Muniz, que possui no seu repertório obras semelhantes feitas com geléia, manteiga de amendoim, arame, fios, poeira, papel, calda de chocolate e até macarrão com molho. O limite da criatividade de Vik é inexistente: tudo vira obra de arte e mais importante que isso, tudo conta uma história sobre o objeto da fotografia original e o material utilizado.

O reconhecimento, segundo o artista, levou 17 anos para acontecer da noite para o dia. Parece paradoxal, mas não é. A base construída propiciou que ele se tornasse o “queridinho” da arte contemporânea, e lhe rendesse não só inúmeras exposições, mas seu trabalho exposto em catálogos famosos e a honra de ser convidado a organizar uma exposição no mais influente museu de arte moderna do mundo, o Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA): ele foi o curador da nona versão da Artist’s Choice (Escolha do Artista), que ocorreu entre 2008 e 2009. Em janeiro de 2010, o documentário “Lixo Extraordinário” sobre seu trabalho com catadores de lixo em Duque de Caxias foi premiado no Festival de Sundance. No Festival de Berlim, também em 2010, foi premiado em duas categorias, o da Anistia Internacional e o de  público na mostra Panorama.

A expressão “Thinking outside of the box” (pensar fora da caixa) é pouco para definir Vik Muniz. Com um trabalho diferente, criativo e multi-significante, ele não apenas usa elementos diferentes para montar suas obras, mas faz um trabalho de imersão nesse materiais e conta uma história com eles. Assim, suas fotos não são fotos, são estudos sobre materiais que se revertem em montagens que se revertem em fotos. Não é a toa que Vik Muniz está merecidamente espalhado em galerias e coleções particulares no mundo todo.

Portfólio: vikmuniz.net

Portfólio: vikmuniz.net

Livros - Submarino.com.br

Betsy Vanlangen e suas curiosas fotografias

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 03/04/2010 by Bronx1985

Betsy Vanlangen é uma, no mínimo, curiosa fotógrafa norte americana que gosta de brincar com texturas, materiais diversos e modelos vivos. Ela faz experimentos para lá de criativos em seu estúdio em Glen Rock, cidade de Nova Jersey, no estado de Nova Iorque.

Seus trabalhos são amplamente difundidos na mídia e sempre bem elogiados pela crítica especializada, dadas as suas naturezas únicas e a possibilidade de múltiplas interpretações por parte dos observadores. Para elaboração dos mesmos, Vanlangen utiliza-se dos mais diversos tipos de materiais,  que vão desde geléias, pasta de amendoim, jornais, tintas diversas e até mesmo tachinhas.

Portfólio: betsyvanlangen.com

Portfólio: betsyvanlangen.com

Foto ensaio da Tipografia e seu paradigma moderno

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 01/04/2010 by Bronx1985

A tipografia (do grego typos — “forma” — e graphein — “escrita”) é a arte e o processo de criação na composição de um texto, física ou digitalmente. Assim como no design gráfico em geral, o objetivo principal da tipografia é dar ordem estrutural e forma à comunicação impressa. Por analogia, tipografia também passou a ser um modo de se referir à gráfica que usa uma prensa de tipos móveis.

As fotos abaixo selecionadas, de autores anônimos, mostram os novos moldes que a tipografia, em seu paradigma moderno, tem tomado. Através de uma composição de palavras estrategicamente escolhidas e sobrepostas umas sobre as outras, também de modo estratégico, é possível obter-se os mais variados efeitos e representações, onde nota-se que o conglomerado de palavras agora tornou-se uma figura!

Trabalhos de excelentíssimo bom gosto, que desprendem de seus confeccionadores tamanha dedicação e paciência, dado o fato dos mesmos serem constituídos de mais de 5.000 palavras em média cada um para possuírem tais aspectos representativos.

Fotos: Internet

Fotos: Internet