Arquivo para figuração

Um Trampolim para a Imaginação, a Arte Anamórfica de Georges Rousse

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 25/08/2011 by Bronx1985

A criação de espaços pictóricos só possíveis através da expressão em fotografia, esta é a essência e premissa básica do incrível trabalho surrealista do artista francês Georges Rousse.

Aos menos interessados e/ou sensíveis, as imagens manipuladas via Photoshop de Rousse podem até parecer sem sentido ou nexo aparente, porém as mesmas representam da maneira mais criativa e harmoniosa possíveis tendências contemporâneas de criação do efêmero , este de interessante complexidade progressiva.

“Um trampolim para a imaginação”, esta é a definição do próprio artista para a sua arte, tão figurada quanto capaz de despertar sentidos ímpares e peculiares, por assim dizer. De cores meticulosamente selecionadas, sendo algumas de aparência até mesmo fantasmagóricas, é nítida a presença de mensagens subliminares às obras do francês, embora ainda assim tais menções não sejam de objetividade tão explícita.

Com exposições recorrentes pela França, a arte de Georges Rousse definitivamente é aquela que só se apresenta como magnífica depois de uma, duas ou até mesmo três contemplações mais agudas, logo, segue aqui algumas seleções, dentre muitas no portfólio do artista, que fiz para início dos casos.

Portfólio: georgesrousse.com

Portfólio: georgesrousse.com

Os Delicados Croquis de Erin Petson

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 20/08/2010 by Adriana Almeida

Erin Petson nasceu em 1980 na Inglaterra, e possui hoje uma extensa lista de clientes famosos como Lancome, Cheerios, Madame Figaro e Aquascutum, além de expor seu trabalho através do mundo em repetidas ocasiões. Especializada em ilustração para moda, os desenhos de Erin tem a característica comum a este estilo: a intencional aparência de croquis, levemente inacabados, esboços do que estaria por vir.

Entretanto, o estilo de Erin é inovador, contemporâneo, arejado e delicado. Misturando mídias,estilos e texturas, mas sempre evocando a leveza da aquarela, ela obtém resultados inesperados que tiram seu trabalho do rótulo sufocante de “desenho de moda” e transformam em arte propriamente dita.

O resultado é glamouroso de uma maneira sutil e despretensiosa, tem um certo ar “o velho mundo nos anos 20” que cria uma espécie de nostalgia mas ao mesmo tempo são desenhos atuais e antenados com a modernidade e por fim, provocam o espectador de uma maneira divertida e descompromissada.

Portfólio: erinpetson.com

Portfólio: erinpetson.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br

As Divertidas e Misteriosas Colagens de Merrick Angle

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 13/08/2010 by Adriana Almeida

O ilustrador Freelancer inglês Merrick Angle, que atualmente mora na França, faz o velho cortar e colar se utilizando de imagens retrô, muita imaginação e técnicas modernas de finalização.

Os Cubistas Pablo Picasso e Georges Braque já se utilizavam desse recurso de colar materiais externos à pintura/ilustração e criar peças inteiramente novas, com efeitos de textura e profundidade complemente diferentes do que seria possível sem essa técnica. Desde então, a colagem tem sido atualizada e reinventada, sobrevivendo a diversos movimentos artísticos, sempre com uma nova leitura.

Brincando com diferentes cores e texturas e o uso de linhas retas ao lado de linhas irregulares, Merrick Angle obtém um resultado é vivo, instigante e muito contemporâneo: velhas imagens contando novas questões. Mas talvez o mais interessante de sua obra seja o uso de símbolos matemáticos, latitudes e longitudes e constelações, como quem esconde um segredo nas entrelinhas de sua obra. Tudo isso, somado à seleção de pedaços de inusitadas fotos antigas, compõe um trabalho rico em complexidade.

Portfólio: blog.merrickangle.com

Portfólio: blog.merrickangle.com

Livros - Submarino.com.br

A Arte Simbólica e Filosófica de Edward Bateman

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 06/08/2010 by Adriana Almeida

Edward Bateman é um artista digital americano, nascido em 1962, e sua arte é um manifesto filosófico. Em sua página, ele diz: “Cada objeto existe em dois mundos. Um deles é o real, que nós conhecemos através de nossos sentidos e outro só existe em nossas mentes. É neste reino mental onde os objetos assumem as propriedades da metáfora e do sentido.”

Essa é uma premissa antiga, que remonta dos filósofos gregos aos pensadores modernos, e reflete a própria arte como um todo. A coexistência do mundo tangível e do mundo das idéias, e a co-dependência dessas duas instâncias, poderia ser a explicação última para o efeito avassalador de uma obra de arte em nossas mentes, como se finalmente as duas realidades tivessem agora uma ponte, por onde podemos percorrer e pudéssemos, enfim, compreender o universo.

Uma chave não é uma chave. É uma ideia. É um símbolo. É um discurso filosófico que abre portas. E assim se repete em todos os objetos que vemos. Eles são seu corpo físico e ao mesmo tempo, a ideia que a eles associamos, criando seu significado, ao mesmo tempo primário e final.

Ao fazer arte 3D, modelando objetos dentro de um computador, Bateman faz quase um meta discurso. Seus objetos não são reais porque são imagens, mas também não são reais porque são a idéia desse objeto, pertencentes ao que Platão chamava de Mundo das ideias. Associando em suas imagens diversos objetos de forma delicada e intrincada, Bateman nos convida a cruzar essa ponte que separa os dois mundos, onde signo e significado finalmente se encontram, nos levando a um sentimento de completude.

Portfólio: xmission.com/capteddy

Portfólio: xmission.com/capteddy

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br

A Delicada Agressividade de Kent Williams

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 23/07/2010 by Adriana Almeida

Robert Kent Williams é um americano conhecido tanto por seu talento como pintor figurativo como por ser um renomado ilustrador de graphic novels. Seu trabalho figura em diversas coletâneas e exposições, tendo ganhado vários prêmios, incluindo o Yellow Kid Award, um prestigiado prêmio para quadrinhos na Itália.

Pós-graduado pelo Instituto Pratt de Nova York, Williams voltou a este instituto como instrutor visitante, e desde então passou a lecionar em diversas instituições de ensino, normalmente a disciplina pintura figurativa contemporânea.

O trabalho de Kent Willians é agressivo, erótico de forma recorrente e muitas vezes, violento. Entretanto, nas entrelinhas de suas pinceladas, há uma delicadeza quase pueril, uma espécie de retorno à infância. Essas características independem do conteúdo da imagem, seja em uma singela cena familiar ou retratando um homem sem suas vísceras, o traço de Kent é assim: esse misto de agressividade e gentileza. Nessa constante dicotomia entre ousadia e sutileza, sua obra conta uma história, tece simbolismos e nos retrata. E faz isso de forma intensa e penetrante, com todas as nossas qualidades. E nossos defeitos.

Portfólio: kentwilliams.com

Portfólio: kentwilliams.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br