Arquivo para engajada

A Arte Simbólica e Engajada de Song Benxing

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 02/04/2011 by Adriana Almeida

Song Benxing é chinês e reside na França, e mesmo quando a relação entre esses 2 países não está nos melhores termos, ele é tratado como uma espécie de “queridinho da França”, com diversas exposições por ano, seja individuais, ou como participante em exposições coletivas.

A arte simbólica de Benxing já foi definida “como se Lewis Carroll encontrasse Andy Warhol”. São peças bem humoradas, irônicas, muitas vezes ácidas, incrivelmente pop e simbólicas, mas também são politica e socialmente engajadas. Temas como liberdade de expressão, direitos políticos e sistemas de governo permeiam sua obra, às vezes de forma sutil, outras vezes nem tão sutil assim, como é o caso das cabeças chinesas transformadas em objetos de consumo em um carrinho de supermercado…

Portfólio: songbenxing.com

Portfólio: songbenxing.com

Desenhando em Metal: as Instalações de Frank Plant

Posted in ESCULTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 05/07/2010 by Adriana Almeida

Frank Plant é um americano que vive em Barcelona. Estudou escultura na Universidade de Artes, na Filadélfia e também estudou um ano no “Studio Art Centers International” em Florença, Itália. Trabalhou por um tempo fazendo cenografia teatro e dança, sem deixar de lado seu trabalho como escultor. Por volta de 1993, ele começou a desenvolver seus desenhos em aço: uma técnica inovadora que Frank passou a dominar. Em 1999 mudou-se para Barcelona, onde vive no momento. Seu trabalho pode ser encontrado em coleções públicas e privadas em toda a Europa e América do Norte.

Usando aço soldado e compondo com objetos do cotidiano, Frank monta peças extremamente objetivas e claras, onde delineia formas tridimensionais que são verdadeiras análises sociológicas, mas de uma forma descompromissada e nada pedante. Em seus trabalhos mais recentes, há também o uso de fotografia e pintura, pedaços de madeira, fontes de luz, motores, sensores, e mesmo a produção de som e música como parte integrante de suas esculturas, montando peças cada vez mais interativas.

Suas instalações são provocativas, engajadas, contemporâneas. Mais do que contar uma história, marcam uma posição. Dizem algo de quem a fez, da época em que foram feitas e de quem possui a peça, numa espécie de cartão de visitas artístico que faz uma declaração sócio-política e diz ao mundo a que veio. Compondo peças por vezes peças divertidas e engraçadas, em outras vezes, complexas críticas sociais, Frank é literalmente um artista de seu tempo que ousa brincar com a modernidade.

Portfólio: hierroglyphic.blogspot.com

Portfólio: hierroglyphic.blogspot.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br