Arquivo para Adriana Almeida

A Fiel Subjetividade dos Retratos de Noah Kalina

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 17/02/2011 by Adriana Almeida

Durante 6 anos (11/1/2000 à 31/7/2006), por todos os dias, Noah Kalina tirou uma foto de si mesmo resultando em um vídeo disponível no Youtube, na série de auto-retratos chamada Everyday. Por esse feito, ele ganhou notoriedade. O projeto, condizente com os tempos modernos tão auto-centrados, foi grandioso e possui vários sentidos subjacentes que fazem jus a fama, como a inexorável passagem do tempo. Entretanto Noah merece o reconhecimento por bem mais que isso: ele é um fotógrafo primoroso, coisa que não é possível atestar, até pela natureza coloquial do projeto, no vídeo Everyday (ver abaixo).

Todas as suas fotografias valem a pena serem conferidas. Projetos como o Internet/sex são únicos e extremamente criativos e suas fotos de cenas, por exemplo, tem um enquadramento e escolhas de objeto no mínimo interessantes, mas destaco aqui seus retratos (portraits). Retratos são complicados: não se trata de fotografar em primeiro plano uma pessoa ou um grupo, pois isso, todo mundo pode fazer e não necessariamente se enquadrar como arte. Retratos precisam fazer o que seu nome indica e retratar com precisão a pessoa fotografada, declarando algo sobre ela de forma única e característica. E as fotografias de Noah fazem isso. É possível conhecer um pouco sobre cada uma das pessoas fotografadas apenas pela escolha do ângulo, local, enquadramento, iluminação, tornando a fotografia de fato relevante como memento e como obra de arte.

Portfólio: noahkalina.com

O projeto Everyday:

Portfólio: noahkalina.com

O Traço Impressionante de Ricardo Fumanal

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 08/02/2011 by Adriana Almeida

O espanhol Ricardo Fumanal é mais um dos que engrossa a lista de ilustradores de moda e de publicidade que fogem do lugar comum. Seu traço é realista, delicado, com moderado uso de cores e poucos excessos. Ainda assim, são peças cheias de ricos detalhes expressos de maneira sutil e harmônica.

Tradicional, ele prefere desenhar diretamente sobre o papel, usando poucos ou nenhum recurso digital. Entre seus clientes, destacam-se as revistas Dazed & Confused, Glamour alemã, El País/EP3 e Marie Claire entre outras.

Portfólio: ricardofumanal.com

Portfólio: ricardofumanal.com

Corte e Colagem por Damien Blottière

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 31/01/2011 by Adriana Almeida

O francês Damien Blottière é definido muito mais como diretor e artista visual do que como fotógrafo. O motivo fica claro em seu trabalho para a edição de dezembro/2010 da revista digital Dazed & Confused. Nesse editorial para a Calvin Klein, suas fotos viraram alvo de corte e colagem, numa montagem espetacular que reflete o minimalismo e a complexidade do cliente em questão.

Sobre este trabalho, o autor fala: “O trabalho em colagem é como a pintura, mas com tesoura e cortador. Cortei as linhas e construi formas e rostos em papel (…) a partir da emoção que você tem enquanto fotografa um modelo procurando pelo que está abaixo da superfície. Você tem que atingir a pele para encontrar a sensibilidade“. E Damien acerta em cheio na sensibilidade!

Portfólio: artlistparis.com

Portfólio: artlistparis.com

O Atual e Clássico de Kris Knight

Posted in PINTURAS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 29/01/2011 by Adriana Almeida

Kris Knight é um pintor canadense especializado em retratos e nos limites das identidades sexuais. Formado pelo Ontario College of Art and Design em 2003, o trabalho de Kris se concentra nas peças figurativas que são muitas vezes tão bonitas quanto são perturbadoras. Seu trabalho é uma mistura de noções antagônicas: se esconder e se mostrar, defesa e vulnerabilidade, inocência e erotismo.

Influenciado pelos pintores simbolistas e românticos, em especial os franceses do século 18, a obra de Kris também agrega referências como alquimia e misticismo. Tudo isso à luz de questões contemporâneas como a androginía, drogas, moda e os clássicos e extremamente atuais zumbis! O resultado é clássico na técnica e atual no sentimento que nos desperta.

Portfólio: krisknight.com

Portfólio: krisknight.com

Kimiko Yoshida e a Iconografia Ímpar em seus Auto-Retratos

Posted in FOTO ENSAIOS with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 23/01/2011 by Adriana Almeida

Kimiko Yoshida não é a primeira nem será a última artista a se expressar através do auto-retrato. Mas essa artista nascida em Tóquio, Japão, e que desde 1985 reside na Europa, mais precisamente na França, tem seu lugar de destaque entre os que se auto-retratam como forma de arte.

Seu trabalho é único em vários aspectos. A começar pela clara junção da dicotomia oriente/ocidente em cada peça, que expressam uma grande serenidade e uniformidade estética, onde o monocromático e o arroubo na cor convivem em perfeita harmonia. Kimiko usa seu corpo como tela para ícones da história da arte, da moda, da espiritualidade em releituras de outros artistas que impressionam. O figurino, alguns desenhados por ícones como Paco Rabanne (todos dessa seleção), obviamente ajuda na criação de peças que são disputadas e que já foram expostas em incontáveis amostras ao redor do mundo, mas definitivamente não resumem sua obra, que é muito mais complexa e rica do que simplesmente incríveis indumentárias.

Portfólio: kimiko.fr

Portfólio: kimiko.fr

%d blogueiros gostam disto: