Um Trampolim para a Imaginação, a Arte Anamórfica de Georges Rousse

A criação de espaços pictóricos só possíveis através da expressão em fotografia, esta é a essência e premissa básica do incrível trabalho surrealista do artista francês Georges Rousse.

Aos menos interessados e/ou sensíveis, as imagens manipuladas via Photoshop de Rousse podem até parecer sem sentido ou nexo aparente, porém as mesmas representam da maneira mais criativa e harmoniosa possíveis tendências contemporâneas de criação do efêmero , este de interessante complexidade progressiva.

“Um trampolim para a imaginação”, esta é a definição do próprio artista para a sua arte, tão figurada quanto capaz de despertar sentidos ímpares e peculiares, por assim dizer. De cores meticulosamente selecionadas, sendo algumas de aparência até mesmo fantasmagóricas, é nítida a presença de mensagens subliminares às obras do francês, embora ainda assim tais menções não sejam de objetividade tão explícita.

Com exposições recorrentes pela França, a arte de Georges Rousse definitivamente é aquela que só se apresenta como magnífica depois de uma, duas ou até mesmo três contemplações mais agudas, logo, segue aqui algumas seleções, dentre muitas no portfólio do artista, que fiz para início dos casos.

Portfólio: georgesrousse.com

Portfólio: georgesrousse.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s