A Movimento da Vida Sem os Carros, Running On Empty por Ross Ching

Sobre intitulação original “Running on Empty Revisited”, o curta do norte americano formado no programa de filmes pela San Diego State University Ross Ching é o que podemos caracterizar como utópico e reflexivo ao mesmo tempo.

Imaginar o mundo (Los Angeles no filme) de hoje sem a presença dos automóveis é algo poético, se pararmos e analisarmos a real influência deles em nossas vidas e relações sociais quanto absurdo, se tomarmos como princípio as distâncias cada vez maiores entre as pessoas e o descaso da gestão pública em questões de locomoção dos cidadãos contribuintes. Mas é sob a perspectiva inovadora de Ross Ching que este mundo não só é possível como também é apresentado de maneira tão magnífica quanto peculiar. Leva nos a pensar até que ponto nos tornamos vítimas destes objetos de locomoção pessoal.

Intenções e representações a parte, fica aqui o momento de pararmos e pensarmos até que ponto podemos fazer alguma diferença em relação a uma cobrança mais efetiva junto aos nossos políticos e autoridades competentes e também em casa junto as nossas famílias e amigos acerca da real necessidade que criamos de utilizar nossos veículos para uma simples locomoção que seja até a esquina.

Portfólio: rossching.com

Portfólio: rossching.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s