Prospectos de Vida e Morte, as Fotografias de Malcolm Browne

Nascido e criado em New York, EUA, Malcolm Browne, foi encarregado de reportar à América a Guerra da Indochina em meados de 59 a 61, sempre com muita imparcialidade e fiel devoção ao poder de representatividade que uma imagem tem sob uma nação, Browne sempre foi considerado um devoto da verdade acima de todas as premissas.

Suas fotografias, dentre muitos outros aspectos também nítidos e chocantes, remetem a questões de injustiça social, preconceitos, degradação humana e demais conseqüências de guerras, desigualdades sociais e intolerâncias culturais. Em seu vasto portfólio, sua fotografia de maior destaque (figura 1 abaixo) fora capturada em 1963 e retrata a auto-imolação do monge budista Thich Quang Đức em protesto contra a perseguição do regime vietnamita aos monges e culturas budistas.

Ganhador dos prêmios World Press Photo of the Year (1963) e Pulitzer Prize for International Reporting (1964), Browne mais tarde trabalhou como escritor de ciências, publicando os livros The New Face of War e Muddy Boots and Redsocks, posteriormente voltou a trabalhar no The New YorkTimes,visto que já havia desempenhado funções de fotógrafo nos anos 60 e 70 para o jornal, mas desta vez exerceu a função de manter uma coluna de artigo sobre ciência.

Wikipédia: wikipedia.org/malcolm_browne

Uma resposta to “Prospectos de Vida e Morte, as Fotografias de Malcolm Browne”

  1. […] photo : […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s