A Realidade Mais Chocante Que a Arte, por Gottfried Helnwein

O austríaco-irlandes Gottfried Helnwein, fotógrafo e pintor, é um nome de peso na arte contemporânea. Seu talento é inegável. Sua disposição de incomodar e chocar para levar ao público sua mensagem é incansável. E sua profundidade, incomensurável.

Sua temática principal é a inocência traída e a condição humana, revelando um ser humano, normalmente crianças para evocar metaforicamente a inocência, que está ferido, não só por fora, mas por dentro. Não se trata de uma apologia a vitimização, mas ao contrário, sua obra é um grito de alerta que nos assombra, choca, clama por um comprometimento.

Artistas que escolhem chocar e incomodar existem em cada esquina. Poucos chocam tanto quanto Gottfried, mas menos ainda possuem tamanha profundidade e clareza. Ele não abraça a polêmica somente pelo gosto em causá-la, mas por ver o mundo moderno como de fato ele é, e nos convidar a mudá-lo, imediatamente.

Portfólio: helnwein.com

Portfólio: helnwein.com

3 Respostas to “A Realidade Mais Chocante Que a Arte, por Gottfried Helnwein”

  1. […] ESPAÇO IMORAL Fotografismo e Propagação Musical « A Realidade Mais Chocante Que a Arte, por Gottfried Helnwein […]

  2. Realmente são imagens fortes,mas o cara é muito profissional,pena que usa o seu talento para expor esse tipo de imagem!!!
    valeuuu..

    • Não há nada na obra dele que seja mais chocante do que acontece todos os dias, estampado nas páginas do jornal, e a gente vira o olho e finge que não é com a gente. Enquanto falamos, centenas de crianças passam fome, são mortas, forçadas à prostituição, espancadas pelos próprios pais, nomeie, e algo tão horrendo que seja dificil de imaginar está acontecendo com uma criança, bem mais perto de nós do que queremos acreditar.
      Então não acho mesmo uma pena que ele retrate isso, porque se uma única pessoa, vendo essas imagens se sentir suficientemente afrontada e incomodada para ficar um pouco mais atenta ao que acontece ao seu redor, e quem sabe, se envolver ativamente para salvar uma única criança, ou ser humano em geral, ou animal, enfim qualquer ser vítima da crueldade humana, vai ter valido a pena.

      Ele não inventou a crueldade… infelizmente ele não inventou mesmo. Só nos mostra. Simples assim.

      Meus 2 cents… 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s