“Tudo Para Os Ares”, o projeto surrealista da dupla NAM

Formado pela dupla de japoneses Takayuki Nakazawa (designer gráfico) e Hiroshi Manaka (fotógrafo), o grupo NAM de artes visuais traduz em estilo e contemporaneidade o que há de mais curioso e ímpar na questão de instalações e reproduções ensaiadas diversas.

Através de uma técnica básica, porém de difícil execução e cabível de repetitivos ensaios, que consiste na disposição de elementos, objetos e modelos em situações e lugares predeterminados, o grupo japonês NAM recria situações até então só possíveis na imaginação dos mais férteis e dispostos, de modo que as mesmas despertam nos observadores uma interessante mistura de impossibilidade alcançada, além dos muitos outros sentimentos vinculados à estética visual.

Com fotografias expostas nos mais diferenciados centros de arte contemporânea, o trabalho de Nakazawa e Manaka sempre foi altamente bem elogiado pela crítica especializada, dada a dificuldade na manipulação das muitas variáveis artísticas existentes nas projeções do grupo.

Portfólio: n-a-m.org

Portfólio: n-a-m.org

Livros - Submarino.com.br

18 Respostas to ““Tudo Para Os Ares”, o projeto surrealista da dupla NAM”

  1. […] espacoimoral.com/(…)/tudo-para-os-ares-o-projeto-surrealista-da-dupla-nam/ -21.870153 […]

  2. Miguel Soledade Says:

    Estava viajando pela net, quando encontrei seu site, esta postagem particularmente está ruim, porém as imagens são boas. Sou artista plástico e admiro blogs como o seu, talvez seja um pouco precoce as críticas, mas vou dar uma viajada por ele. E digo mais, gostei de algumas coisas nele, algumas postagens e comentários também. É uma pena que vi poucos. Senti que alguns deles são profissionais. Pretendo vir mais vezes. Li alguns comentários aqui que me deixou interessado em vir ao blog. Digo, que mais até que as postagens. É por achar que é profissional, são poucos os blogs assim.

    Um Abraço e desculpem a franqueza.

    • olá Miguel,

      seja bem vindo, aproveite o que lhe convier e dê nos o prazer de seus comentários sempre que achar pertinente, visto que carece de mais o blog, conforme suas palavras hahahaa
      confesso me interessar pelo que achaste ruim, visto que as imagens são a essência e motivo de tudo.. os comentários, como deve ter percebido, são de pessoas interessadas e complexas, como a Dri Almeida, minha autora e talz, show de bola, super convidativos e reflexivos
      porém mais do que tudo, admito não ter interesse por verdades relativas não justificadas

      Abrx e desculpe a franqueza.
      Bronx (!)

      • Miguel Soledade Says:

        Desculpem-me se causei algum transtorno, mas achei que deveria falar o que senti, sim.
        Os comentários que me referi não foi desta moça a quem você citou aí como sendo sua autora.
        Não vou dar nimes pois nem conheço a pessoa e ví poucoscomentários dela infelismente somente em algumas postagens, ela deve ter saído corrida daqui, como aliás vou fazer o mesmo, já vi que aqy os autores não gostam de opiniões e críticas, em especial essa dri aí. Ela precisa se acostumar ou seu blog vaiafundar.
        joga isso fora cara1.

    • Oi de novo, Miguel.

      No caso desse, o texto é do Bronx. Acho que ele é plenamente capaz de defender os textos dele, então não estou tomando as dores dele nem nada… só fazendo um comentário que acho pertinente:

      O blog espaço imoral tem sim, a intenção de divulgar arte contemporânea e nesse sentido, as imagens são literalmente de divulgação. Entretanto, os textos são autorais. Isto é, não é um acadêmico da arte falando de arte, mas a opinião DELE no caso dos posts que ele escreve, ou MINHA nos que eu escrevo, sobre aquele artista que estamos indicando. Logo, os textos não precisam de propriedade técnica, ou certos preciosismos dos textos acadêmicos já que não são análises dos aspectos técnicos da obra, mas a impressão que o autor do post tem sobre cada artista que indica, de maneira pessoal e subjetiva. O leitor, ao se deparar com as imagens escolhidas, é convidado a tirar as suas próprias conclusões, independente dos textos que escrevemos. 🙂

      Abraços, e volte sempre! 🙂

      • Miguel Soledade Says:

        Oi Adriana Almeida vc realmente não sabe fasercomnt alem do mais naõ falava de vc no mesmo, falava de uma outra que achei ser uma profissonal, se vc é autora então desculpe-me se for grosseria, mas aquele texto Wil está ruim tambémminha cara, parei nas imagens. apenas e nos com. de de pessoas queas quaisvc nãoestáincluída. E não se trata de ser só estudantese vc naofor deveriapesquisarmais então. teriamaisqualidade.

        Adeus!

        • Oi miguel,

          não sei porque você ficou tão mordido. Você fez uma crítica que pra ser franca, sequer entendemos (você diz que os posts estão ruins, mas não disse exatamente como estão ruins ou o que falta neles), e apenas nos colocamos tentando entender seu comentário e explicar que se o problema é falta de termos técnicos , não é nem nunca foi a intenção desse blog ser técnico. Não é feito por estudantes nem nada. O Bronx é formado em filosofia, e eu formada em psicologia. Deixei de ser estudante tem muitas décadas, por sinal… 🙂

          Crítica, Miguel, é uma via de mão dupla. O crítico expõe sua opinião e essa pode, e DEVE ser rebatida, principalmente quando a crítica não é clara, e a sua definitivamente não o foi. Ao criticar, devemos estar abertos a ouvir a defesa do outro lado, ainda mais quando feita com educação como fizemos. Lamento que tenha se ofendido por não lhe darmos razão ou por não entendermos o que você estava criticando.

          Talvez você devesse também treinar um pouco em como se colocar com as palavras, no sentido de passar seu ponto de vista de forma mais gentil e mais clara, e sempre estar pronto para defender esse seu ponto de vista no mesmo nível de educação e polidês que a conversa começou, sabendo que a contraparte tem o direito de se colocar também. É o que se costuma chamar de diálogo…

          Abraços, e seja feliz. 🙂

          • Miguel Soledade Says:

            Você esta brava com o que afinal, em primeiro lugar não me referi a vc, os nomes sao outros. o seu faço questão de nem responder, gosta de mostrar sabedoria nde quem sabe do assunto precebe disfarces, vc tem complexo com alguma coisa? pelo que diz é o que parece.é por isso que tem pocos comnt. no blog, vc é uma mala sem alça. o Bronx é até legal apesar de nãoter gostado do que disse, mas vc senhora adriana deveria ter mais respeito se quer receber. aceito criticas jávc deve ter problemas com elas e em aceitar o que os outros dizem. quer saber o que está ruim por aqui? vc somente vc. mas eu gosto de conversar com pessoas assim.
            e volto a repetirque quando falei em coment. de qualidade não falei de vc que so sabe dar opiniões sem nexo, pode ser formada em qualquer coisa, mas esta na hora de crescer na educação domestica senhora. v se toma geito! coitado desse cara aguentar vc em casa deve ser um carma!

            • Acho que você está lendo algo completamente diferente do que escrevi, Miguel. Eu não estou brava, só tentando entende porque você ficou bravo.

              Mas seja como você quiser. Em nenhum momento tive a intenção de ofendê-lo, então se mesmo assim você se ofendeu, peço desculpas.

              Abraços.

        • Ao Miguel,
          Meu caro, se vc quis atenção em criar polêmica, conseguiu! (e em erros de português tbm!)
          Dizer que o blog está pecando em algo é uma excelente crítica, e creio ser sempre bem vinda. Mas dizer o que é ruim, é fácil. Dificil é ajudar a melhorar, criticas construtivas, não destrutivas. Isso a grande massa já faz.
          Artista plástico o meu ovo, vc está sendo um mero reprodutor de senso comum.
          Se é uma critica vindo de um artista, seja construtivo!
          Abraços

          • Miguel Soledade Says:

            Ok senhor Rayme e quem mais quiser me surpreender. vcs sao 10.e quantoao meu portugues e bom se nao fosse o acidenteque prejudicouminha digitação faço o possivel.

            easenhora adriana e mesmo complexadacom algo, coitada acharque daria vazaoaos seus textos ou comentarios. como se so ouvesse os seusporaqui. e senhorbronx medesculpe o protugues, infelismentenaopodeme ouvir falar,mas, me resumoa minha insignificancia mesmo,nao dsejo pravcs o meu problema.
            nãoquiz causarpolemica,nao,mas jáque a senhora adriana começou voufundo, elanuncaquer estarpor baixo, eutbem nao. deu no quedeu. sou artista platico, embora nao acreditem,tenho mesmo genio dificil, mas nao comparado a esa senhora esquisita aí. estou saindo snhora adriana, mas quero deixar claro ++ 1 vez. OS COMENTARIOS OTIMOSQUE ME REFERI,NAO FORAM OS SEUS.

            Adeus a todos e mita seude.

            • Bom Miguel, mesmo sem nunca ter sabido qual foi o problema, e sem nunca ter tido qualquer intenção hostil, eu já pedi desculpas pelo que quer que eu tenha dito que tenha lhe ofendido tanto assim.

              Realmente lamento que você não possa aceitar minhas desculpas.

            • Matheus Telles Says:

              só comentando… Miguel Soledade = Artista plástico on drugs =D

  3. Difícil escolher qual das imagens é mais genial. Tanto a idéia quanto a execução são excelentes!

    Tô lá namorando o site deles, que é um espetáculo por sí só.

    • oie,

      confesso que achei meio confuso o site dos caras, sei lá, acho que apanhei um pouco quando em acesso ao mesmo.
      mas independente disto, o projeto dos caras é sem sombra de dúvidas algo meticulosamente tão complexo quanto genial…

      Bronx

      • Sério? Eu achei super intuitivo. Só é lento, já que as imagens carregam uma a uma. Pra quem tem internet mais lenta, como eu (ah, as maravilhas da vida no interior…) é meio contraproducente. Mas eu achei esteticamente um primor, além de dar uma idéia de como eles são ecléticos.

        • esta questão de serem ecléticos e talz eu concordo, ao mesmo tempo que suas obras abrangem um universo super pluralista de concepções, as tais meio que estão inseridas numa mesma essência única, esta que independe da representação proposta….

  4. […] O Mix das ilustrações de Dmitry Ligay O minimalismo superlativo das instalações de Do Ho Suh “Tudo Para Os Ares”, o projeto surrealista da dupla NAM -21.870153 -45.317423 Esta entrada foi publicada em meta-post e marcada com a tag […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s