A arte imponente de Rudy Herczog (Rochr)

Rudolf (Rudy) Herczog, também conhecido como Rochr, é um aclamado e premiado artista digital sueco. Seu trabalho pode ser encontrado nas páginas das mais conceituadas publicações do gênero, e apesar de ser extremamente disputado, trabalha como freelancer tanto na sua terra natal como no resto do mundo, em trabalhos na área de matte painting (as paisagens digitais que tornam diversos filmes financeiramente viáveis), design de produto, visualização arquitetônica e tutoriais para livros e revistas da área.

Sua paixão por arquitetura e ficção científica é mais do que clara em sua obra: são seus aspectos característicos. Com um nível de detalhamento impressionante até mesmo para outros artistas que fazem modelagem em 3D, Herczog usa programas como o cinema4d, maxwell render, bryce e photoshop para trazer a vida mundos completos, ricos significado, e que são como fotografias de algo que não está lá…  No seu trabalho, realidade e imaginação se tornam indistinguíveis.

Suas obras são amplas, grandiosas, imponentes, e nos remetem àquela sensação da primeira vez que nos vemos frente à conquista do novo (a primeira ida ao mar, o primeiro passo do homem na lua, o último passo na escalada da mais alta montanha…). Sem fôlego frente as suas incríveis paisagens digitais ou intrigados por seus devaneios futuristas, somos transportados para um lugar onde tudo é possível e podemos cumprir nosso destino de grandes feitos.

Portfólio: rochr.com

Portfólio: rochr.com

Livros com Frete Grátis nas compras acima de R$ 39! - Submarino.com.br

21 Respostas to “A arte imponente de Rudy Herczog (Rochr)”

  1. Diante de tantos elogios muito bem colocados só me resta, dizer uma coisa parabéns Dri.
    Gostei D+, quero deixar aqui registrado o meu humilde comentário, pois é um fato histórico e não poderia ficar de fora, kkkkkkkkkk!!!!
    Grande abraço à você e ao Bronx pela ótima descoberta.

    • Obrigada, Dani, mas esse povo é muito exagerado. Todo mundo rasgando seda! LOL

      Mas o Rochr faz um trabalho impressionante e fico feliz que tenham gostado!

      beijos.

      • Não vai se acostumando não tá.kkkkkkk!!!
        Você pode até achar exagerado uma rasgaçãozinha de seda, mas curta só um pouquinho. É com carinho e não puxassaquismo. Como já havia dito Dri até para indicar tem que ter bons olhos e para elogiar também.
        Bjos,

        • eu já disse pra ela que quando a elogiamos e talz é algo sincero e tudo mais, porém ainda percebo na Dri um certo receio em admitir seu talento pra coisa…
          tudo bem, nada que o tempo e alguns outros posts seguidos de elogios não resolvam a questão, porém se ainda persistirem a continuar, chamarei a moça aew de Fortaleza hahahahahahahaha

          bjão

  2. Great post! Belissímas obras!!!
    Além de um excelente texto em que a frase “àquela sensação da primeira vez que nos vemos frente à conquista do novo” cai como uma luva e descreve este post!
    Olá Adriana, eu trabalho na mesma empresa que o Bronx, e de quebra ao lado dele. Ele me contou que teria uma nova pessoa com ele neste blog. Seje muito bem vinda!
    Curti bastante este primeiro post!
    Grande Abraço!

    • Ola Raymi!

      Obrigada pelos elogios. Espero que eu faça jus a confiança do Bronx e traga uns artistas interessantes para vocês conhecerem ou relembrarem. Não sei se eu vou ter o olho do Bronx para garimpar artistas diferentes e inusitados, mas conheço uma dúzia de 15 ou 20 nomes legais para compartilhar e espero achar outros!

      Fico feliz que tenha gostado do primeiro que selecionei.

      Abraços.

    • fala Raymucha-chan,

      me enche de satisfação suas boas vindas a nossa mais nova autora de posts aqui do Esp. Imoral, assim como faço o possível para faze-la sentir-se o mais bem vinda possível ao blog, fico muito feliz por sua calorosa recepção, até mesmo porquê temos que tratar com carinho e respeito pessoas com o talento dela acerca de postagens sobre artes como esta, não acha?!

      falando em arte, muito interessante a proposta do sueco, dá nos uma vazão gostosa para o possível imaginário, além das muitas mensagens indiretas cabíveis de captação pela contemplação das mesmas.
      as vezes posso até estar viajando, mas com um olho mais treinado consigo enxergar até mesmo mensagens subliminares… fica a dica, se “avistar” algo, conte nos, ok?!

      abrx carinhosos,
      Bronx…

      • Olha a tal da porta aberta que falo mais abaixo… 🙂 Tudo tem mensagem subliminar. Quando o cara fez ele pensava em alguma coisa, quis contar uma história, dar vazão para um sentimento, uma idéia perdida dentro da cabeça. E tudo isso está lá, na obra, escondido (ou escancarado) esperando que a gente leia. Ou não, e podemos ler uma outra coisa completamente diferente, um pensamento, história, sentimento, idéia nossa, que estava presa dentro de nós procurando um canal de saída, e é na tal obra de arte que ela(s) vai (vão) se manifestar. 🙂

  3. Excelente portfólio. Excelente estréia de comentarista. Excelente comentarista. Parabêns, Dri!

    • Salve.

      Que bom que gostou! Do portfólio do Rochr, porque o resto tudo é sua rasgação de seda já característica.

      Pras próximas edições eu separei alguns nomes velhos conhecidos do tempos da galera amontoada no meu ap no grajaú. Deu até extra-saudade. Mas mais que isso, eu entrego o ouro! Então não deixe de conferir aqui no Espaço Imoral, ok?

      Conto com as suas próximas visitas!

      Beijão e saudade, viu Paulo?

    • assino embaixo, PARABÉNS DRI!

      obrigadow pelo comment Paulo, se possível e quando possível, estimo muito por encontrar outros seus interessantemente perdidos por aew, ok?!

      Bronx

  4. Legal descobrir que minha mae entende de arte! Eu não conhecia o trabalho do Herczog, fiquei impressionado com como ele transita por varios estilos arquitetonicos com maestria. Sem nem entrar no merito das texturas. mt bom *-*

    • Pra começar, sua mãe entende de muitas coisas, por mais paradoxal que pareça juntar mãe e entender na mesma frase.

      Mas indo ao que interessa, todo mundo entende de arte, se você pensar bem. Arte é feeling.

      E quanto ao Herczog, namoro o trabalho dele desde que eu brincava no Bryce… e ele só melhorou desde então. Quando você pensa que nenhum desses elementos é dado, mas que são modelados no software, e que ele atinge esse grau de realismo e perfeição arquitetônica, é de ficar pasmo mesmo. As texturas o programa ajuda, mas vai o mérito da escolha delas, do acabamento em photoshop, da junção dos elementos em uma cena fechada…

      Que bom que você gostou. Semana que vem tem mais! 🙂

    • Dri mandou super bem mesmo no post, até mesmo porquê minha expectativa de ver esta caixa de comentários bombando de fato se concretizou…

      dê um bjinhu de parabéns nela por mim, ok?! rsrsrs

      Abrx fortes,
      Bronx (!)

  5. Impossível para alguém ancorado em cultura nerd como eu não ter uma sensação de dejávu ao ver as obras desse cara, as que aí foram expostas.

    “ohh isso é tão Star Wars” (Especialmente The Gateway e Guardians)

    “tão Magic: The Gathering”

    e por aí vaí…

    Acredito que há algo sim de muito imponente nelas, como foi dito, mas acho que como toda obra de artistas gráficos que trabalham inspirados quer seja por ficção científica ou literatura fantástica (especialmente no caso de freelancers como ele) acaba dependendendo muito do contexto em que a imagem em questão está inserida para que o apreciamento desta possa ir para além do puro e simples deslumbramento inicial.

    E pur ci muove!

    (E ainda assim nos atinge)

    • Tem sempre aquela coisa de que todas as idéias já foram pensadas e a gente só recicla, né? Mas apesar de obviamente, como boa nerd/geek que sou, ter esse mesmo feeling de referências e que provavelmente o próprio artista as teve também, pra mim são imagens que independem do contexto…
      Primeiro porque eu sei o trabalho que dar modelar em 3d (LOL), mas mais que isso, o nível de detalhamento, o realismo de algo que nem é real, e a tal da imponência me movem e me transportam.

      A The Watchman, por exemplo e em especial, eu me imagino no lugar do carinha minúsculo e embasbacado frente a opulência do que observa…

    • confesso eu que quando em estado de contemplação da arte do cara, também tive esta marcante impressão de fortes conotações de Magic e talz, já joguei muito este card game, isto quando ainda estavam à lançar a 4º edição, faz tempo hein hahaha

      acho que esta questão da imponência, que você citou, se dá justamente pelo fato da arte do cara ser super representativa em questão de intenções e imaginação intrínseca do artista inserida nas imagens, entede?!
      o deslumbramento inicial é de fácil alcance por parte da massa, porém a completude de uma interpretação relativa se da tão e unicamente aos mais dipostos, você não acha?!

      Abrx fortes,
      Bronx (!)

      • Eu acho, mas só acho, que é meio por aí mesmo… ou por deslumbramento ou por choque, a arte prende a primeira olhada. Abre uma porta que entra quem quer. Entrando, aí vem as interpretações, os símbolos, as metáforas, as referências, a viagem completa que é uma peça artística (texto, imagem, música, representação, não importa a categoria, qualquer arte tá valendo).

        Porque se você pensar bem, eu posso fazer buracos na realidade e ter experiências de revelação com qualquer coisa, com o mundano, com o dia a dia, com o óbvio. Com a arte eu tenho a porta que eu posso abrir, e ter essa experiência de revelação de um jeito mais fácil.

        Só divagando…

  6. […] o que está rolando por outras paragens minhas é: # A arte imponente de Rudy Herczog (Rochr) no Espaço Imoral (blog de arte), post meu. em […]

  7. […] no Espaço Imoral com o post (link que só será válido quando der meia noite e um segundo) A arte imponente de Rudy Herczog (Rochr). Em princípio, trata-se de uma participação semanal, prestigiando artistas renomados e/ou […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s