Guns N’ Roses @ Parque Antártica – SP, 2010

Foi diante de um Palestra Itália lotado –eu e mais 38 mil pessoas no total, segundo a organização do evento– que o Guns N’ Roses começou, por volta das 0h45 deste domingo (14) em São Paulo, o terceiro show da turnê de “Chinese Democracy” no Brasil, que já passou por Brasília e Belo Horizonte. 

Antes disso, porém, as bandas paulistanas Rock Rocket e Forgotten Boys aqueceram os ânimos da volumosa plateia para a entrada de Sebastian Bach, convidado de Axl Rose para abrir os cinco shows do Guns no país. O músico subiu ao palco às 21h45 e, ao lado de sua banda de apoio, fez uma apresentação muito decente. Empolgado, Bach mostrou o ânimo dos tempos de Skid Row e, durante 1h30, apresentou hits de sua antiga banda, além de algumas canções de “Angel Down”, seu novo álbum solo.  

Assim como foi em Brasília e Belo Horizonte, o grupo optou por tirar algumas canções recentes e apostar nos antigos sucessos. Acerto mais garantido. Dividas em alguns blocos específicos com solos de cada instrumentista, esses intervalos serviam para Axl deixar o palco, ganhar um fôlego e trocar de figurino. O vocalista fez oito trocas de roupa durante a apresentação de duas horas e meia.  

Com uma plateia tomada por bandanas vermelhas, não faltaram solos de guitarras imaginárias na pista. Estes sim sentiram falta de Slash, representado neste novo Guns por três guitarristas que se revezam nos seus característicos solos, mas que deixam no ar um clima de banda cover.  

 Ainda assim, é inegável a força de canções como “Sweet Child O’ Mine”, “November Rain” e “Patience” –os melhores momentos da apresentação ao lado das covers “Live And Let Die” e “Knockin’ On Heaven’s Door”–, principalmente quando executadas junto das faixas mais arrastadas de “Chinese Democracy”, o trabalho mais recente de Axl com a banda. Além disso, outro ponto forte do show, para quem estava nas arquibancadas e nas cadeiras numeradas, era o balanço da estrutura do Parque Antártica, que os fãs proporcionavam com seus frenéticos pulos em referência aos solos de guitarra e refrões dos maiores hits do Guns, trazendo uma agradável surpresa aos já admirados fãs. A eufórica apresentação terminou por volta das 3h20 com o hit “Paradise City” e uma chuva de serpentina e papel picado.    

Site Oficial: gunsnroses.com 

Fã Clube no Brasil: myspace.com/faclubegnroficial  

  

  

Site Oficial: gunsnroses.com 

Fã Clube no Brasil: myspace.com/faclubegnroficial

3 Respostas to “Guns N’ Roses @ Parque Antártica – SP, 2010”

  1. Juliana Says:

    O show foi PERFEITO e ponto final! rs
    Mesmo o Axl perdendo a voz, e com toda a demora, o show me trouxe muitas coisas boas! Nada como ouvir I remember you do lado de quem a gente gosta né?! E o Sebastian ta inteiraço, cantando bem pra caramba, só o show dele já valeu! rsrsr

    Beijooos

    • perfeito mesmo, não faltou cerveja. boas companhias, música em bom volume, poucos tumultos, bandas surpresas e muitas coisas mais que se eu for começar a citar, vão faltar palavras e tempo…

      simplesmente, assim como o do Metallica, perfeito!

      bjuuus

  2. Estava lá e o show foi muuuuito legal, se não bastassem as apresentações surpresas das bandas citadas no post, tanto Sebastian quanto Axl, por mais que críticos implacáveis digam o contrário, estavam super bem relacionados com a platéia, que retribuiu com gritos e aplausos.
    Todos os maiores hits foram ouvidos e em afinação digna de Use Your Illusion.

    Não vejo a hora dos caras voltarem!!

    Bjus Bronx, adoro massa seu blog e estou na lista RSS, continue assim!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s